Elias Carioca é atacante do Bugre; se será reforço o tempo dirá

Elias Carioca é atacante do Bugre; se será reforço o tempo dirá

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Como os assuntos estão escassos na Ponte Preta, a lógica é abrir novamente espaço para o Guarani, embora é sabido que pontepretanos interagem mais no blog.

Há um vício de linguagem da mídia em geral quando das contratações de jogadores.

Outrora eram rotulados de reforços, pois de fato chegavam para acrescentar nas equipes.

Hoje, a pobreza técnica que impera no futebol brasileiro já não permite que se caracterize jogador contratado para time médio como reforço.

Elias (site oficial do Guarani)
Elias (site oficial do Guarani)

Pode, posteriormente, até confirmar esta condição, mas por ora o tratamento adequado é como o observado no título da matéria principal do site oficial do Guarani de quarta-feira, com esta citação: 'Elias Carioca é o novo atacante do Bugre'.

Problema é que já no primeiro parágrafo o redator incorreu no antigo vício de rotular jogador contratado como reforço, como fazem por aí.

Oxalá de fato Elias Carioca seja reforço para corrigir a lacuna deixada pelo desligamento do artilheiro Júnior Todinho.

RÁPIDO

Direitos econômicos de Elias Carioca pertencem ao Athletico Paranaense - agora grafado com 'h' -, que o emprestou ao Guarani.

Como ano passado o atleta defendeu o Santa Cruz, a mídia pernambucana o sinaliza como um rápido atacante de beirada, e observa-se o indicativo de o treinador bugrino Thiago Carpini explorá-lo no jogo aéreo ofensivo, uma carência da equipe nesta temporada.

Elias Carioca tem 1,85m de altura - a mesma estatura do flamenguista Bruno Henrique -, e bem treinado nos cabeceios pode ter aproveitamento aceitável.

BOM E BARATO

Ideal para clube de porte médio como Guarani é que contrate jogador bom de bola e barato.

Qualificado porque só assim o clube pode sonhar com campanha satisfatória no próximo Campeonato Brasileiro da Série B; barato por motivos lógicos: cofre do clube esvaziado.

Que os jogadores recentemente contratados pelo Guarani têm custo reduzido, é inquestionável.

Alguns até surpreendem como o lateral-direito Pablo, que do anonimato passa a ser reconhecido, até porque pouco se diferencia de Marcos Rocha do Palmeiras, da mesma posição.

A principal diferença entre ambos está no holerite, quando se projeta que o salário do palmeirense possa chegar até cinco vezes superior ao do bugrino.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos