Rodízio em Campinas ganha cara de gol contra

Rodízio em Campinas ganha cara de gol contra

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Atualizadas outras três colunas agregadas ao Blog, em links à direita.

Em Informacão (com acesso no link Anda Campinas), foto de um idoso perverso que matou o cachorro e ainda mostrou o pau como arma do assassinato. Memórias do Futebol recorda a célebre frase do ex-treinador Carlos Alberto Parreira, quando disse que 'o gol é apenas um detalhe'. O enfoque de Cadê Você é o ex-volante bugrino Tosin.

Há uma discussão em Campinas que transcende bugrinos e pontepretanos. Diz respeito à sinalização inicial do prefeito Jonas Donizete de anunciar decreto - que tem força de lei - sobre implantação de rodízio de veículos na cidade.

Aí, na sexta-feira, foi divulgado recuo estratégico do formato decreto, com transformação em projeto de lei a ser encaminhado à Câmara de Vereadores nesta segunda-feira, para que a decisão seja adotada conjuntamente entre executivo e legislativo.

Evidente que decisão polêmica como rodízio em Campinas geraria enxurrada de críticas e aviso de futuras ações judiciais.

Difícil admitir que o poder executivo da cidade tenha se surpreendido com reações contrárias, e isso nos remete ao raciocínio sobre o engenho político.

IPTU

Ora, se o poder legislativo de Campinas sofreu desgaste ao carimbar projetos como reajuste desproporcional do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) nos últimos três anos, ele se inclinaria a contrariar novamente interesse popular, com restrição de circulação do mesmo veículo um dia da semana na cidade?

Às vésperas de nova eleição municipal, é natural que o vereador tenha pretensão de marcar nova imagem ao seu eleitor, e de certo rejeite o projeto de lei.

Estrategicamente seria fórmula da base do prefeito tentar mostrar descolamento do executivo, visto que o eleitor desaviado pode esquecer que a Câmara aprovou aumento do vale refeição do servidor para R$ 1,4 mil e vetou investigação mais aprofundada sobre rombo da merenda na cidade, pra não se alongar em outras decisões.

Se o projeto de rodízio vai ser enviado à Câmara com presumível rejeição, fica por conta do imaginário de cada um se o encaminhamento é intencional para que o vereador dê satisfação ao seu eleitor.

Com parcela significativa de incautos na população, vereador se apodera de indicações para melhorias em postos de saúde, creches, escolas, podas de árvores, asfalto e operações tapa-buracos, como se a atribuição não fosse do executivo.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos