Dos pequenos, Novorizontino tem mais jogadores conhecidos

O time será comandado pelo experiente Roberto Fonseca, que foi responsável pelas contratações

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Você há de perguntar: a quantas anda clubes do interior que vão participar do Paulistão 2020?

Quem montou time com jogadores conhecidos foi o Novorizontino, do treinador Roberto Fonseca (foto).

Laterais são Felipe Rodrigues, o Diadema, que passou pelo Guarani, Celsinho e Paulinho, que disputou a última Série B pelo Cuiabá.

Zagueiros são sobejamente conhecidos: Bruno Aguiar, com última passagem pelo Brasil de Pelotas, e conhecido do bugrino, pois jogou em Campinas, a exemplo de Edson Silva. Além de ambos, acrescente Everton Sena, que volta após jogar no Vitória.

Volante Adilson Goiano já passou pela Ponte. Vinícios Kiss jogou no São Brnto e Felipe Marques é aquele atacante baixinho veloz, que jogou no lado esquerdo do campo pelo Cuiabá. E lá está o atacante Thiago Ribeiro, ex-Bragantino.

LUIZINHO DO ITUANO

Quando surgiu na Portuguesa, com dribles desconcertantes, projetava-se futuro promissor para o atacante Luizinho, que atua pelo lado esquerdo. Todavia o tempo passou, transferiu-se ao Ituano, disputou a Série D do Brasileiro do ano passado, e mantém dificuldades para marcar gols. Em 13 jogos naquela competição não balançou as redes.

Se continuar como exemplar driblador e o treinador Vinícius Bergantin conseguir extrair objetividade para que ele termine as jogadas, a tendência é que seja um dos destaques no time de Itu, neste Paulistão.

Lá estão jogadores que passaram por Campinas: zagueiro Léo Rigo no Guarani e volante Marcos Serrato, na Ponte Preta. O time conta com Correa, que sabe coordenar o meio de campo.

REGINALDO NO BOTAFOGO S/A

Embora tenha se transformado em Botafogo Futebol S/A desde maio de 2018, o time de Ribeirão Preto não tem feito grandes empreendimentos.

O clube contratou o quarto-zagueiro Reginaldo, ex-Ponte Preta, para ocupar a vaga do regularíssimo Lucas Rocha, transferido ao futebol da Tailândia.

Embora tivesse mostrado eficiência no jogo aéreo, Reginaldo ficou marcado na passagem pela Ponte Preta pela insegurança quando acossado por atacantes adversários. Simplesmente desfaz-se da bola, chutando-a à linha lateral.

CLAYTON NA FERRINHA

Após surpreendente campanha ano passado no Paulistão, comandada pelo treinador Vinícius Munhoz, eis que a terceirização do futebol da Ferroviária implicou na mudança de comando técnico e escolha por jogadores rodados e na estrada da volta.

Um deles é o meia Clayton, 28 anos de idade, de convincente passagem pelo Palmeiras anos atrás, mas depois disso rodou por clubes como Sport, Criciúma, São José e Botafogo da Paraíba, sem que repetisse aquilo demonstrado anteriormente.

Estão na Ferroviária o lateral-direito Lucas Mendes, com última passagem também pelo Botafogo (PB), e centroavante Henan, que estava no Botafogo (SP).

Quem é esse zagueiro Carlão, 33 anos, que jogou na França, Itália e Chipre? Ele também treina em Araraquara.

Com o desmonte do elenco do Cuiabá, a Ferroviária contratou o goleiro Paulo Henrique.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos