Previsão é de boa peneirada nos elencos de Ponte Preta e Guarani

É hora de separar o joio do trigo. Os dois rivais de Campinas precisam de um grande reformulação

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Outrora dirigentes de clubes não faziam rodeio e divulgavam categoricamente listas de dispensas de jogadores considerados prescindíveis.

Hoje, cautelosos, até preferem que os atletas façam despedidas de clubes via twitter. Assim, gradativamente vão se manifestando.

Com base no 'ouvi dizer' da mídia campineira, caso se confirmem os nomes citados, o acerto nas saídas será bem maior do que o previsto.

PONTE PRETA

Pelo andar da carruagem, a tendência é que o 'facão' na Ponte Preta seja maior, o que mostra o desacerto dos executivos que geriram o futebol do clube nesta temporada.

Dos goleiros, a previsão é de manutenção daqueles que aí estão, a menos que haja negociação com Ivan.

Jornalista Elias Aredes informa que o rapa será total entre laterais e zagueiros.

Dos laterais, provavelmente Edilson poderia compor elenco e procurar aprimoramento na marcação, até porque leva a bola razoavelmente ao ataque.

QUEM PODE FICAR
Dos zagueiros, Trevisan e Airton poderiam ter nova chance, convencionando-se as faixas salariais de ambos, mas não devem ficar.

Há quem defenda a permanência de Renan Fonseca. Todavia o melhor é mudança no setor..

De meio-campistas, permanência apenas de Camilo. E convenhamos que não mostrou bola para ser titular. Deveria, inicialmente, ser opção de banco.

No ataque, pela última partida, Bill mostrou que de fato merece outra chance.

CUSTO-BENEFÍCIO
Quanto ao centroavante Roger, é preciso avaliação do custo-benefício. Na hipótese de o salário girar em torno de R$ 80 a R$ 100 mil mensais, o retorno do investimento é aquém do previsto.

Àqueles que se escoram nos 14 gols por ele marcados na última Série B do Brasileiro, não nos esqueçamos que parte deles foi convertida através de cobranças de pênaltis.

Cabe lembrar que o também centroavante Léo Ramalho, do rebaixado Criciúma, marcou 12 gols na competição, e é rotulado de jogador apenas razoável.

Convenhamos que o atacante João Carlos não justificou bola para permanência.

GUARANI

Se o goleiro Kléver perdeu a posição no Guarani por deficiência técnica, é natural o desligamento.

Dos laterais, apoio a Bidu, recém-promovido ao profissional, mas fica o alerta que precisa corrigir deficiências na marcação.

Claro que não haveria renovação de contrato do zagueiro Ferreira, mas Bruno Silva e Giaretta poderiam continuar, além da necessidade de se contratar mais um para a posição.

É PRECISO NOVOS ARES
Novos ares farão bem aos volantes Ricardinho e Igor Henrique. Assim, o trio Deivid, Marcelo e Guedes deveria ser prestigiado na função.

Dos meias, Rondinelly e Artur Henrique já foram. E igualmente não haveria restrição se Bady seguir a trajetória em outro clube.

Claro que Lucas Crispim é aproveitável, mas precisa ser disciplinado taticamente.

Projeta-se transformação radical no ataque. Davó já estaria negociado, enquanto Diego Cardoso, Michel Douglas e Nando não convenceram.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos