Empate ficou melhor para o Grêmio

Empate ficou melhor para o Grêmio

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Quem tem por hábito estudar variantes de uma partida de futebol, esse empate por 1 a 1 entre Grêmio e Flamengo, em Porto Alegre, foi um prato cheio nesta semifinal da Libertadores.

Quando a estratégia inicial é marcar saída de bola do adversário, como fez o Flamengo, natural que haja desdobramento dos atacantes na chamada marcação alta.

Se o todo tempo eles precisam se deslocar como opção para receber a bola limpa, e aí darem fluxo às jogadas, é compreensível o afrouxamento da marcação no segundo tempo. A lógica indica que as pernas sejam poupadas, para uso apenas com a bola nos pés.

Deduz-se disso que quando o Flamengo impôs o seu estilo ofensivo, asfixiou o Grêmio em seu campo defensivo, e teve chances por duas vezes com Arrascaeta e Gabigol, teria que convertê-las.

Isso além dos lances em que o VAR impugnou gols marcados por Everton Ribeiro e Gabigol, com falta na primeira jogada e impedimento na outra.

GRÊMIO RESPIROU

Como o Flamengo abrandou aquela pegada na frente após o intervalo, o Grêmio pôde respirar, e já não precisou rifar a bola de seu campo defensivo, o que implicou em transição regular ao ataque, e equilíbrio da partida.

Circunstancialmente o empate ficou melhor para o Grêmio, pois os quatro desfalques desfiguraram o seu time, que não poderia fica apenas na dependência da individualidade do atacante Éverton Cebolinha pra definir situações. Bem marcado por Rafinha, ele apareceu pouco no jogo, mas em lance decisivo.

Sem Geromel, lesionado - que por hábito comanda posicionamento dos companheiros de defesa - seu substituto David Braz saiu precipitadamente numa cobertura pelo lado esquerdo de sua defesa, desconsiderando que o companheiro kannemann havia igualmente ido pro lance.

Aí, em bola cruzada, o lateral Galhardo - que ocupou o lugar de Leonardo - ficou indeciso se marcaria Gabigol ou Bruno Henrique, deixando esse segundo livre para testar e colocar o Flamengo em vantagem aos 24 minutos.

LESÃO DE GERSON

Os caprichos do futebol implicaram em lesão do eficiente volante Gerson, do Flamengo, justamente quando comemorava o gol de seu time.

Aí, na troca, com entrada de Pires da Motta, ficou desarticulada a marcação na cabeça da área do Flamengo, pois o substituto entrou mal no jogo, quando incumbido de exercer a função até então confiada a Arão, que por sua vez se posicionou mais adiantado, pra ocupar a função de Gerson.

Pra dar vitalidade ofensiva ao Grêmio, o treinador Renato Gaúcho apostou nas entradas de Pepê e André, e, em contra-ataque de velocidade, a bola foi colocada na área, com força, por Cebolinha, e Pepê ainda chegou a tempo de complementar e garantir o empate do Grêmio aos 43 minutos.

TUDO ABERTO

Imprevisibilidade do futebol deixa tudo aberto para o segundo confronto entre ambos no próximo dia 23, no Estádio do Maracanã, considerando que até lá o Grêmio possa contar com o retorno dos titulares, e provavelmente terá mais opções para explorar velocidade no contra-ataque.

Evidente que o Flamengo vai repetir sua caraterítica de soltar os seus laterais, o que implica, por vezes, em Arão funcionar como terceiro zagueiro.

O time certamente vai continuar com a qualificada saída de bola da defesa atráves do lateral-esquerdo Felipe Luís, que pela versatilidade até se transforma num segundo volante. E, do meio pra frente, muita qualidade para valorização da bola com toques curtos e envolventes, assim como através da individualidade de jogadores como Arrascaeta, Bruno Henrique, Gabigol e Everton Ribeiro.

Diante do cenário, mesmo com a volta dos titulares do Grêmio, a tendência é o Flamengo se aproximar mais vezes da área do goleiro Paulo Victor, ficando apenas a interrogação se saberá aproveitar as chances que certamente serão criadas.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos