Ponte e Criciúma fazem típico jogo de Copa Paulista

Ponte e Criciúma fazem típico jogo de Copa Paulista

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Alô 'homi' das estatísticas: o 'C' pode dizer, por favor, quantos passes foram errados neste pobre empate sem gols entre Criciúma e Ponte Preta?

Quem errou mais? Na Ponte acertam aqueles que sugerem mais erros de passes do meio-campista Thiago Real. Que jogador inconstante, hein! E Gerson Magrão que o substituiu?

Acertaria se dissesse que Criciúma e Ponte Preta realizaram um típico jogo de Copa Paulista?

Perdão, mil perdões a eventuais clubes da Copa Paulista que já mostraram coisa melhor que Criciúma e Ponte, na noite desta terça-feira.

Aí o 'C pergunta: o que aconteceu com esse time da Ponte?

Nada. Mesmo com Jorginho no comando técnico pontepretano as coisas só clarearam com a boa sequência do lateral-esquerdo Abner e arrancadas de Arnaldo na lateral-direita.

Depois disso muitas oscilações, mas os resultados vieram pela consistência defensiva e segurança do goleiro Ivan, neste empate substituído por Ygor Vinhas, que praticou defesa difícil em cabeçada do zagueiro Sandro, e outras duas normais.

CRICIÚMA TEM ESPAÇOS

O Criciúma ficou maior tempo com a bola porque teve espaço pra jogar. Com o decréscimo de rendimento do meio-campista Camilo, o volante Edson ficou sobrecarregado. Sucessivos erros de Thiago Real e pouca mobilidade do meia Longuini tiraram fluxo de jogadas ao ataque.

Enquanto tiver brilhando a estrela do treinador Gílson Kleina, o pontepretano pode sorrir. Mas há risco de que isso tenha prazo de validade.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos