Tudo ajuda a Ponte Preta rumo ao acesso; ela vence e Goiás tropeça

Time pontepretano explorou os contra-ataques para ganhar do Juventude

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Os deuses dos estádios têm olhado pra Ponte Preta quase que sinalizando reais possiblidades de acesso neste Campeonato Brasileiro da Série B.

Das duas chances reais de gols contra o Juventude, em jogadas de contra-ataque, ela converteu uma, teve o mérito de se defender, e arrancou importantíssima vitória por 1 a 0, em Caxias do Sul, na noite desta sexta-feira, resultado que a coloca com 56 pontos, mas ainda na dependência de tropeços de concorrentes diretos.

A noite desta sexta-feira foi perfeita às pretensões da Ponte, pois o Goiás - outra pedra em seu caminho - conseguiu a ‘façanha’ de perder para o Coritiba por 1 a 0, na capital paranaense, e assim patina nos 57 pontos.

Se a Ponte converteu uma chance de gol aos 30 minutos do segundo tempo, em jogada que começou e terminou com o atacante Roberto, em contra-ataque, o Juventude teve igualmente duas claras chances para marcar, mas as desperdiçou.

Coincidentemente, na primeira vez o lateral Esquerdinha colocou Hugo Sanches na cara do gol, mas o chute foi pra fora. Depois foi Hugo o construtor da jogada para Esquerdinha perder.

Na outra chance da Ponte, o atacante Victor Rangel chutou a bola por cima do travessão, após cruzamento do lateral Ruam.

Ao subir na classificação, a Ponte Preta coloca pressão nos concorrentes diretos, visto que são reais as possiblidades de somar mais três pontos diante do instável Coritiba, na próxima terça-feira.

Assim, nesta projeção natural, ficaria viva na rodada derradeira da competição, em duelo direto contra o Avaí, em Santa Catarina.

ESQUEMA DEFENSIVO

Para não correr risco de ser surpreendida em Caxias do Sul, a Ponte optou por se resguardar e adotou o esquema de contra-atacar contra o Juventude.

Evidente que a estratégia foi estudada pela comissão técnica pontepretana, ao constatar a inoperância do ataque do time gaúcho.

Assim, a medida que o tempo foi passando, o Juventude avançou até o seu sistema defensivo e ofereceu espaços generosos para que a Ponte usasse jogadas de velocidade de contra-ataques, principalmente após a entrada do atacante Roberto no lugar de Júnior Santos, aos 20 minutos do segundo tempo.

OLHO NOS CONCORRENTES

Como não se projeta chances para o Vila Nova, apesar da vitória nesta sexta-feira sobre o Figueirense por 3 a 1, o torcedor pontepretano vai reservar o sábado para ‘secar’ equipes postulantes ao acesso.

A partir das 17h30, as energias do pontepretano será para que o Fortaleza comemore o título diante do Avaí, em Santa Catarina.

Se o Londrina não ganhar do Oeste, igualmente seria uma ajuda considerável. O jogo vai começar às 17h, em Barueri.

Mesmo horário, em Maceió, tem CSA x Atlético Goianiense, jogo que o pontepretano veste a camisa do time goiano.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos