CSA e Avaí quase lá; Ponte deve brigar por apenas uma vaga de acesso

Time pontepretano terá que vencer os quatro jogos restantes

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Cachorro equilibrista percorre quinze segundos com copo d’água na cabeça. Vídeo no Informacão. Goleiro Lauro marcou dois gols de cabeça. Ouça em Memórias do futebol e veja - com conotação sobre Ponte Preta - em Cadê Você.

Até por volta das 21h do feriado de sexta-feira, a 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B estava redondinha para a Ponte Preta.

Se as duras penas ela fez o dever de casa ao vencer o São Bento por 2 a 1, e pulou para 50 pontos, ainda contou com tropeços de concorrentes diretos na disputa pelo acesso como Goiás e Vila Nova.

Foi uma delícia ao pontepretano aquela reação do Criciúma na noite de quinta-feira, pois ele perdia por 2 a 0 até os 47 minutos do segundo tempo, quando reagiu e empatou em dois minutos, nos acréscimos. Assim, o Goiás subiu apenas para 54 pontos.

A coisa melhorou quando o Paysandu do treinador João Brigatti parou o Vila Nova naquele zero a zero em Goiânia, fazendo com que o competidor da Ponte Preta subisse para apenas 52 pontos.

CSA ENCAMINHA

As coisas clareavam de vez aos pontepretanos ainda no transcorrer da noite de sexta-feira quando nos minutos finais do primeiro tempo, em São Luís do Maranhão, o Sampaio Corrêa havia virado o placar sobre o CSA para 2 a 1.

E quando o zagueiro Leandro Souza, do time alagoano, sofreu torção no tornozelo e deixou a sua equipe com dez jogadores em campo - as três substituições já haviam sido feitas -, eis que o atacante Neto Berola, que entrou no time do CSA, aproveitou dois rebotes defensivos dos maranhenses e provocou virada no placar para a sua equipe: 3 a 2.

DISTÂNCIA

A vitória colocou os alagoanos com 57 pontos, sete acima da Ponte Preta, enquanto o Avaí dista seis pontos dela ao empatar por 1 a 1 com o Londrina, em Florianópolis.

Matematicamente, basta que o CSA some mais seis pontos e Avaí sete para que não sejam alcançados pela Ponte Preta.

Nesta linha de raciocínio - com o Fortaleza consolidado ao vencer o Atlético Goianiense por 2 a 1 -, a Ponte estaria teoricamente brigando por apenas uma vaga, postulada por Goiás com 54 pontos, Vila Nova 52, Atlético Goianiense e Londrina 51 e Ponte 50.

Nesse cenário, a Ponte vai se manter no páreo se vencer os 12 pontos restantes contra Boa Esporte e Coritiba em Campinas; Juventude e Avaí fora.

Trocado em miúdos, ficou difícil.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos