Louzer age com sensatez contra Avaí; CSA tem oscilado nos últimos jogos como mandante

Jogo da Ponte Preta será nesta sexta-feira em Maceió

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Então vamos dividir o espaço entre bugrinos e pontepretanos.

No Guarani, o treinador Umberto Louzer adota bom senso ao sacar os meias Rafael Longuine e Jeferson Nem neste sábado, contra o Avaí.

Ambos demonstravam rendimentos bem aquém do esperado, e nesta circunstância é natural a mexida.

Louzer não contraria manifestação maciça da torcida bugrina e decide dar chance para Matheus Anjo e Rondinelly, respectivamente.

Já que o mínimo que se pode esperar é ficar tudo do mesmo, então vale a pena as mudanças.

Ainda tem chão até a rodada derradeira do Campeonato Brasileiro da Série B, mas o Guarani sabe que qualquer outro resultado que não seja o de vitória sobre o time catarinense pode dar chance de os concorrentes diretos subirem na tabela.

CSA

Em seu último compromisso diante de seus torcedores, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, o CSA venceu o fraco Paysandu por apenas 1 a 0.

Na penúltima vez foi derrotado pelo Vila Nova por 2 a 1 e a mídia local tem feito referência sobre a queda de rendimento da equipe até mesmo quando conquista vitórias nas últimas rodadas.

Quando enfrentou o Guarani, em Campinas, o CSA mostrou bom agrupamento de jogadores, porém excessivamente lento.

Não tivesse a Ponte montado time limitadíssimo e que ainda oscila, se poderia dizer que não iria enfrentar um bicho papão na noite desta sexta-feira na capital alagoana.

Outro problema é que o treinador Gilson Kleina - a pretexto de escalar os mais experientes - não adota o critério de escalar aqueles que supostamente podem render um pouco mais.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos