Eduardo Baptista não suporta pressão após empate do Coritiba e é demitido

​série b

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Quando treinador demora mais de quarenta minutos para entrevista pós-jogo em resultado adverso, a tendência natural é de o caldo engrossar.

E engrossou mesmo para o treinador Eduardo Baptista, demitido no vestiário após o desastroso empate sem gols do Coritiba contra o fraco Sampaio Correa, no Estádio Couto Pereira, na capital paranaense, na noite desta sexta-feira. O jogo correspondeu à largada do segundo turno do Campeonato Brasileiro da Série B.

Nota publicada no site oficial do clube comunica mudança no comando de futebol e comissão técnica da equipe.

‘Foram desligados o diretor Augusto Oliveira e o gerente Pereira. O técnico Eduardo Baptista e o auxiliar Gustavo Bueno também deixaram o clube após quase quatro meses de trabalho’

Baptista foi muito hostilizado pelos torcedores na saída do gramado após a péssima atuação do Coritiba, em noite extremamente friorenta, inferior a dez graus na capital paranaense.

Com o resultado, o Coritiba ocupa a 10ª colocação com 29 pontos.

GUARANI NO G4?

No complemento da primeira rodada do segundo turno, eis que tudo clareou para o Guarani.

Basta que vença o líder Fortaleza pra entrar no G4, em partida programada para a tarde deste sábado, em Campinas.

Com mais três pontos o Guarani subiria para 32 pontos e ocuparia a terceira posição.

Nesta conjuntura, empataria em número de pontos com o Avaí, mas o suplantaria no critério número de vitórias: 9 x 8.

Problema é o Guarani ganhar. Tecnicamente se iguala ao Fortaleza, que propõe o jogo independentemente da condição de mandante e visitante.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos