Brasileiro ainda não se empolga com a Copa do Mundo

Pesquisa do Instituto Paraná revela desinteresse pelo evento

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Que tal a gente deixar Ponte Preta e Guarani nos seus respectivos vestiários?

Há um mês da largada da Copa do Mundo, constata-se indiferença das pessoas pelo evento, situação ratificada através de pesquisa do Instituto Paraná, que ouviu 2.948 brasileiros de 185 cidades.

A pesquisa mostra que, por ora, 65% dos entrevistados estão desconectados da preparação daqueles que participarão do principal evento do futebol, repetido a cada quatro anos.

Discorda? Então responda sem pestanejar quais são os três goleiros convocados pelo treinador Tite para integrar a Seleção Brasileira?

Cássio agarrou a terceira vaga no gol
Cássio agarrou a terceira vaga no gol
Cássio, do Corinthians, veio logo na memória. E os outros dois?

E vejam que o Brasil vai à Copa credenciado como um dos favoritos após reação extraordinária nas Eliminatórias e amistosos consistentes contra reconhecidas equipes europeias.

Apesar disso, certamente bugrinos e pontepretanos agradecem a dona CBF por não congelar o Campeonato Brasileiro da Série B quando seleções do planeta estiverem se enfrentando na Rússia.

Resta saber se a capacidade de persuasão da TV Globo vai provocar mudança no cenário, a medida que se aproximar o início do evento.

A emissora - que detém o monopólio para a transmissão dos jogos - passou a abrir generosos espaços em sua programação para propagação da Copa do Mundo, com diversificação de pautas

TEMER

Se o presidente Michel Temer conseguiu - sabe-se lá como - juntar deputados federais para salvá-lo de duas investigações no curso de seu governo, por outro lado ratificou a pobre qualidade para fazer o seu marketing, na tentativa de pegar carona na Seleção Brasileira.

Provavelmente projetando efervescência do brasileiro às vésperas da Copa na Rússia, teve a coragem de publicar o seguinte texto nas redes sociais: ‘Agora, Tite e equipe, com todo respeito aos nossos anfitriões e amigos russos, e com humildade, por favor, tragam o caneco para casa’.

Sem comentários.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos