Zaga bugrina tem falhado sistematicamente até no jogo aéreo

Lucas Kal é aquele que mais destoa na defensiva

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Deram o microfone pro zagueiro Willian Rocha falar após a vitória do Guarani sobre o Batatais, e por um instante ele inverteu os papéis: como se fosse um comentarista de futebol, criticou erros de sua equipe pelos gols do adversário, como se ele, Rocha, estivesse na cabine de emissoras de rádio e televisão revestido da função de analista.

Ora, ele estava na relva e também foi partícipe de falhas, inclusive em bola aérea.

Inicialmente supunha-se que o jogo aéreo seria o ponto forte do miolo defensivo bugrino, por dispor de jogadores altos como Rocha e Lucas Kal.

Exceto os dois gols sofridos pelo Guarani na sexta-feira passada- ambos em jogadas com origem de bola parada - por mais três vezes o Batatais ameaçou a meta bugrina pelo alto.

E não é de hoje que Rocha e Kal têm falhado, principalmente Kal.

ACOBERTAR

Vitórias não podem acobertar erros, e o treinador bugrino Umberto Louzer sabe perfeitamente disso.

Sei lá eu se os substitutos para a posição darão conta do recado, mas alguma coisa precisa ser feita.

Ou trabalha-se criteriosamente para correção dos defeitos, ou muda-se um dos parceiros da defesa.

E é Lucas Kal quem mais tem destoado.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos