Noroeste-SP x Criciuma-SC - Seria um sonho pensar no bi?

O time catarinense venceu o torneio em 1991, sob o comando de Felipão

Por: Agência Futebol Interior, 02/04/2013

0002048053897 img 1

Bauru, SP, 02 (AFI) – Campeão em 1991, o Criciúma começa a dura caminhada pelo bicampeonato da Copa do Brasil, nesta quarta-feira. Atravessando bom momento na temporada, o time catarinense faz sua estreia na competição contra o Noroeste, às 20h30, no Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, no jogo de ida da primeira fase do torneio. O time visitante estará classificado automaticamente caso vença por dois gols de diferença;

0002048053897 img

O Tigre tem uma bela tradição no torneio. Além do título com Luis Felipe Scolari no comando, o time disputou a Copa do Brasil em outras onze oportunidades com um terceiro lugar, em 1990, outras presenças em oitavas-de-final e quartas-de-final. Ano passou o time ficou pelo caminho na segunda fase, eliminado pelo Atlético-PR

Esta será apenas a terceira participação do Noroeste na Copa do Brasil. O time chegou mais longe em 2007, quando eliminou o Galo Maringá, mas parou no Figueirense, na segunda fase. A estreia foi em 2006, mas o time ficou pelo caminho logo no começo eliminado pelo XV de Campo Bom, principal sensação do torneio naquele ano. O time não faz um jogo nacional há cinco anos.

Consolo!
Campeão da Copa Paulista da última temporada, a disputa da Copa do Brasil serve de consolo para o Noroeste. Isto porque o Noroeste foi rebaixado na Série A2 do Campeonato Paulista no último domingo. São nove jogos seguidas sem vitória. A derrocada aconteceu na derrota contra o Capivariano, por 2 a 0.

Sem muito o que mexer no time, o técnico Luciano Sato aproveitará o retorno do zagueiro Bonfim para mudar o esquema tático. Voltando ao tradicional 4-4-2. Os meias Nathan e Romário, que desfalcaram o time para se recuperar de lesão, além do lateral-esquerdo Adílson devem ganhar chances entre os titulares.

Vai para cima
Sem perder há quatro jogos, o Criciúma não deve ter muitas mudanças para encarar o time paulista. Vadão manterá o time com três atacantes, que marcaram dez gols nos últimos três jogos. Sendo assim, Fabinho, Lins e Marcel, mesmo este último não caindo nas graças da torcida.

“Não podemos entrar pensando que vai ser um jogo fácil. Temos que nos impor e fazer o nosso jogo. Precisamos aproveitar as oportunidades para buscar a classificação já no primeiro jogo”, aponta Matheus Ferraz, ex-jogador do Noroeste.