Pré-Olímpico: Cinco promessas sul-americanas para acompanhar no torneio

"Neymar colombiano", goleador argentino e promessa equatoriana na Premier League: eles podem ser as próximas estrelas do continente

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 23 - Até o dia 9 de fevereiro, as possíveis futuras joias do futebol sul-americano estarão na Colômbia para a disputa do Pré-Olímpico, que dão duas vagas aos Jogos de Tóquio, daqui alguns meses.

Pé direito

O Brasil começou com pé direito, vencendo as duas partidas iniciais (1 a 0 sobre o Peru e 3 a 1 sobre o Uruguai). Como nem todos os jogos são transmitidos, a maior parte do público in loco são de olheiros, uma das opções para acompanhar as seleções é ver TV online.

A seguir, Futebol Interior aponta sete jogadores cujos nomes devem ser muito ouvidos na próxima década.

Reinier - Brasil

O atacante é um dos nomes mais conhecidos da Seleção Brasileira sub-23, ao lado de Pedrinho, do Corinthians, Antony, do São Paulo, e Bruno Guimarães, do Athletico-PR.

Foto: Divulgação / Flamengo
Foto: Divulgação / Flamengo

Novo reforço do Real Madrid, que pagou R$ 136 milhões por sua contratação até 2026 junto ao Flamengo, ele chegou a ser considerado como o melhor jogador sub-16 do mundo, mas só chegou ao profissional do Flamengo no ano passado, onde terminou o ano como campeão do Campeonato Brasileiro e da Libertadores.

Em 15 jogos disputados pelo clube, ele marcou 6 gols.

Apesar do investimento, o clube espanhol vai testá-lo inicialmente no Castilla, uma espécie de time B do Real Madrid que disputa a Terceira Divisão espanhola.

Adolfo Gaich - Argentina

Com 20 anos e titular do San Lorenzo (ARG), Adolfo Gaich já tem seus direitos estimados em R$ 55 milhões, segundo o portal Transfermarkt. Ele chama atenção por ser goleador desde a categorias de base, e na equipe profissional anotou 4 gols em 9 jogos.

Seu nome rodou o mundo do futebol em 2019, quando terminou o Pan-Americano de Lima com 6 gols em 6 jogos -- e a medalha de ouro para a Argentina.

"Se a bola sobra, ele guarda", disse Hugo Tocalli, um descobrir de talentos famosos no país que o levou ao San Lorenzo. Segundo a imprensa europeia, ele já interessa à Lazio e Internazionale (ITA), e ao Feyernoord (HOL).

Jorge Carrascal - Colômbia

Apesar de ter apenas 21 anos, o atacante colombiano Jorge Carrascal já tem uma sólida experiência internacional: revelado pelo Millonarios, ele revezou temporadas no Sevilla (ESP) e no modesto Karpaty, da Ucrânia, até chegar ao River Plate (ARG), no começo de 2019.

Em 8 jogos pelo Campeonato Argentino, fez 2 gols, mas sua habilidade lhe deu a alcunha de "Neymar colombiano". Já disputou 8 jogos com a camisa da seleção da Colômbia sub-23, mas ainda não balançou as redes.

Leonardo Campana - Equador

Com 19 anos, o atacante equatoriano Leonardo Campana acabou de ser anunciado como reforço do Wolverhampton, que disputa a Premier League. Pelo Barcelona de Guayaquil, onde começou a carreira, ele terminou a temporada passada com 3 gols e 2 assistências em 15 jogos.

A imprensa britânica publicou que sua contratação aconteceu depois que analistas de desempenho perceberam que suas estatísticas eram mais altas do que de muitas promessas do continente -- além de ser um raro jogador ambidestro. No Sul-Americano sub-20, disputado no Chile no ano passado, ele liderou sua seleção ao título com 4 gols.

Jesús Medina - Paraguai

O paraguaio Jesus Medina, do NYC, chamou atenção de Guardiola. (Foto: New York City FC)
O paraguaio Jesus Medina, do NYC, chamou atenção de Guardiola. (Foto: New York City FC)

Outro caso de jovem que, recém-estreado no futebol do seu país, já atua no exterior: hoje com 22 anos, ele foi contratado quando tinha 20 pelo New York City FC, filial do Manchester City na liga dos Estados Unidos. Na MLS já disputou 46 jogos, marcando 9 gols e dando 5 assistências.

Na ocasião de sua apresentação, o clube estadunidense admitiu que Medina chamou atenção do treinador do clube inglês, Pep Guardiola, pelas suas atuações da época do Libertad.

"Esse goleador, inteligente, frio e potente é uma das grandes esperanças do futebol paraguaio", afirma o jornal espanhol Sport.