Brasil encara Bolívia por classificação antecipada no Pré-Olímpico e folga extra

A seleção lidera o Grupo B com seis pontos e vantagem de três para outras quatro equipes

por Agência Estado

São Paulo, SP, 28 - Depois de descansar na rodada do fim de semana, a seleção brasileira sub-23 jogará nesta terça-feira já pensando em uma nova folga. A partir das 22h30 (horário de Brasília), a equipe dirigida por André Jardine encara a Bolívia, em Armenia, em busca da chance de chegar à última rodada da primeira fase do Pré-Olímpico classificado antecipadamente ao quadrangular final.

Com vitórias sobre Peru (1 a 0) e Uruguai (3 a 1) nas rodadas inicias do torneio sul-americano que distribui duas vagas nos Jogos de Tóquio, a seleção lidera o Grupo B com seis pontos e vantagem de três para outras quatro equipes que compõem a chave. E esse equilíbrio joga a favor do Brasil na busca pela passagem de fase.

Nesta terça, a seleção estará classificada ao quadrangular com uma vitória sobre a Bolívia, sem depender de qualquer outro resultado - um empate será suficiente se o Uruguai superar o Peru na abertura da rodada. E isso pode ser importante para a equipe ter um fôlego para a etapa decisiva da competição, com Jardine eventualmente por dar um descanso aos seus principais jogadores na sexta-feira, quando o time encerrará a sua participação na fase de grupos diante do Paraguai.

Brasil vai em busca da classificação no Pré-Olímpico
Brasil vai em busca da classificação no Pré-Olímpico
"O descanso nos ajuda a recuperar a parte física. É importante para a gente estar 100% no próximo jogo e dar o nosso melhor. Essa competição é curta e não temos muito tempo entre os jogos, então temos que aproveitar os intervalos na melhor forma", comentou Pedrinho.

Como estreou no Pré-Olímpico em 19 de janeiro e a rodada final do qualificatório será em 9 de fevereiro, a seleção fará, caso avance ao quadrangular, sete jogos em um período de apenas 22 dias. Assim, ganhar um fôlego pode ser importante para a seleção às vésperas do início da etapa decisiva da competição na Colômbia e ainda dar rodagem a jogadores como Reinier, recém-contratado pelo Real Madrid, e Pepê, do Grêmio. Até agora, 17 dos 23 atletas convocados entraram em campo na Colômbia.

REVIGORADO
O Brasil, aliás, estará menos desgastado para encarar a Bolívia, pois folgou na terceira rodada do Grupo A. A equipe, porém, fez o "dever de casa" e esteve presente ao Estádio Centenário de Armenia no último sábado para ver de perto o seu próximo adversário. E assistiu a um jogo movimentado e com um resultado surpreendente: os bolivianos derrotaram o Uruguai por 3 a 2, com o seu terceiro gol saindo aos 49 minutos do segundo tempo.

"É importante para a gente analisar nosso adversário e ficar ligado de um modo geral no campeonato. Nós estamos focados no nosso próximo jogo e observar seus pontos fortes e fracos vai nos ajudar muito", afirmou Igor Gomes.

A preparação para o confronto, porém, não foi sem problemas, pois a equipe precisou cancelar um dos treinos por causa de uma forte chuva em Armenia. De qualquer forma, Jardine deve repetir a base do time que venceu o Uruguai por 3 a 1 na última quarta-feira. A principal dúvida é Pedrinho, com dores na coxa e que pode ser substituído por Reinier.

Com isso, a seleção vai encarar a Bolívia e buscará passar de fase no Pré-Olímpico com a seguinte formação: Ivan; Guga, Nino, Robson Bambu e Caio Henrique; Bruno Guimarães, Matheus Henrique e Pedrinho (Reinier); Antony, Paulinho e Matheus Cunha.