Mais de 20 times já trocaram de técnicos nas Séries A, B, C e D. Confira!

A divisão recordista na troca de técnicos é a Série B, com oito trocas em seis rodadas

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 25 (AFI) – A parada para a Copa das Confederações veio a calhar para muitos clubes nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro. Ao todo, 21 clubes trocaram de treinadores nesta primeira parte de disputa e aproveitaram – pelo menos alguns deles – para que os novos comandantes conhecessem melhor seus elencos.

Benazzi chegou para resolver

Por enquanto, a divisão recordista na troca de técnicos é a Série B. Foram nada menos que oito nas primeiras seis rodadas. Dois dos demitidos já arrumaram emprego na própria competição. São os casos de Waldemar Lemos, que saiu do Atlético-GO e assumiu o ABC, e Sérgio Guedes, que foi demitido no Sport e comanda o Ceará.

Até o momento, já demitiram ou perderam seus técnicos: ABC (saiu Paulo Porto e entrou Waldemar Lemos), Atlético-GO (Waldemar Lemos por René Simões), Avaí (Ricardinho por Hemerson Maria), Bragantino (Mazola Júnior por Vágner Benazzi), Ceará (Leandro Campos por Sérgio Guedes), Icasa (Francisco Diá por Sidney Moraes), Paysandu (Lecheva por Givanildo Oliveira) e Sport (Sérgio Guedes por Marcelo Martelotte).

O Brasileirão já teve cinco rodadas e o número de queda de treinadores é a metade da Série B. Por enquanto, quatro times mudaram seus comandos. A Ponte Preta demitiu Guto Ferreira e contratou Paulo César Carpegiani. No Santos, o interino Claudinei Oliveira foi efetivado na vaga de Muricy Ramalho. Flamengo (Jorginho por Mano Menezes) e Náutico (Silas por Zé Teodoro) também têm novos técnicos.

Fonseca comanda o Brasiliense

Mais dança das cadeiras
Apesar de ter contado com apenas duas rodadas, a Série C também já teve cinco troca de treinadores. Hemerson Maria, que assumiu o Avaí, foi substituto por Marcelo Rocha no Crac-GO. Os outros são Betim-MG (Wallace Lemos por Moacir Júnior), Brasiliense (Márcio Fernandes por Roberto Fonseca), CRB (Ivanildo Santos por Márcio Goiano) e Rio Branco (Álvaro Miguéis por Éverson Goiano).

Na Série D, que também já contou com duas rodadas teve quatro mudanças de comandantes. O único que ainda não anunciou um substituto foi o Marcílio Dias-SC, que demitiu Paulo Turra e é comandado interinamente por Paulo Foiani. Os outros clubes são Araxá-MG (João Martins por Lucca Baggio), Gênus-RO (Neneca por Ionay da Luz) e Guarany-CE (Argeu dos Santos por Oliveira Canindé).

Confira todos os técnicos das quatro divisões:

Brasileirão

Atlético-MG – Cuca
Atlético-PR – Ricardo Drubscky
Bahia - Cristóvão Borges
Botafogo - Oswaldo de Oliveira
Corinthians – Tite
Coritiba - Marquinhos Santos
Criciúma – Vadão
Cruzeiro - Marcelo Oliveira
Flamengo - Mano Menezes
Fluminense - Abel Braga
Goiás - Enderson Moreira
Grêmio - Vanderlei Luxemburgo
Internacional – Dunga
Náutico – Zé Teodoro
Ponte Preta – Paulo César Carpegiani
Portuguesa - Edson Pimenta
Santos - Claudinei Oliveira
São Paulo - Ney Franco
Vasco da Gama - Paulo Autuori
Vitória - Caio Júnior


Série B
ABC – Waldemar Lemos
América-MG - Paulo Comelli
América-RN - Roberto Fernandes
ASA - Ricardo Silva
Atlético-GO – René Simões
Avaí - Hemerson Maria
Boa Esporte - Nedo Xavier
Bragantino - Vagner Benazzi
Ceará - Sérgio Guedes
Chapecoense - Gilmar Dal Pozzo
Figueirense - Adilson Batista
Guaratinguetá - Carlos Octávio
Icasa - Sidney Moraes
Joinville – Arturzinho
Oeste - Roberto Cavalo
Palmeiras - Gilson Kleina
Paraná - Dado Cavalcanti
Paysandu - Givanildo Oliveira
São Caetano - Marcelo Veiga
Sport - Marcelo Martelotte

Série C
Águia - João Galvão
Baraúnas - Samuel Cândido
Betim - Moacir Júnior
Brasiliense - Roberto Fonseca
Caxias – Picoli
Crac - Marcelo Rocha
CRB - Márcio Goiano
Cuiabá - Ary Marques
Duque de Caxias - Mário Marques
Fortaleza - Hélio dos Anjos
Grêmio Barueri - Toninho Moura
Guarani - Tarcísio Pugliese
Luverdense - Roberval Davino
Macaé - Gérson Andreotti
Madureira - Alexandre Gama
Mogi Mirim - Aílton Silva
Rio Branco - Everton Goiano
Sampaio Corrêa - Flávio Araújo
Santa Cruz - Sandro Barbosa
Treze – Vica
Vila Nova - Márcio Bittencourt

Série D
Grupo A1

Genus-RO – Ionay da Luz
Nacional-AM - Aderbal Lana
Náutico-RR – Serginho Góis
Paragominas-PA – Cacaio
Plácido de Castro-AC – Nilton Nery

Grupo A2
Gurupi-TO – Glauber Souza
Maranhão-MA – Vinícius Saldanha
Parnahyba-PI – Paulo Moroni
Salgueiro-PE – Marcelo Chamusca
Ypiranga-AP – Samuel Esteves

Grupo A3
Central-PE – Edson Leivinha
Guarany de Sobral-CE – Oliveira Canindé
Potiguar de Mossoró-RN – Miluir Macêdo
Tiradentes-CE – Danilo Augusto
Ypiranga-PE - Gaúcho

Grupo A4
Botafogo-PB – Marcelo Villar
CSA-AL – Beto Almeida
Juazeirense-BA – Quintino Barbosa
Sergipe-SE – Givanildo Sales
Vitória da Conquista-BA – Guilhermino Lima

Grupo A5
Águia Negra-MS – Edison Maehler
Aparecidense-GO – Karmino Colombini
Brasília-DF – Gauchinho
Goianésia-GO - Vladimir Araújo
Mixto-MT – Ito Roque

Grupo A6
Aracruz-ES – Moreno
Araxá-MG – Lucca Baggio
Nova Iguaçu-RJ – Marcelo Salles
Resende-RJ – Paulo Campos
Tupi-MG – Felipe Surian

Grupo A7
Juventude-RS – Lisca
Marcílio Dias-SC – Paulo Foiani (interino)
Penapolense-SP – Luciano Dias
Santo André-SP – Dedimar
Villa Nova-MG – Alexandre Barroso

Grupo A8
Botafogo-SP – Ivan Baitello
J. Malucelli-PR – Sandro Forner
Lajeadense-PR – Benhur Pereira
Londrina-PR – Cláudio Tencati
Metropolitano-SC – Abel Ribeiro

 
 
" />