Santos entra na briga por zagueiros pretendidos por São Paulo e Palmeiras

O defensor não atua desde o dia 6 de junho, quando rompeu os ligamentos do joelho direito

por Agência Estado

Santos, SP, 30 (AFI) - A desistência do Cruzeiro de renovar o contrato do zagueiro Leonardo Silva animou o técnico Adilson Batista, que recomendou o jogador, com quem trabalhou no clube mineiro, ao presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro. O primeiro contato com o empresário do atleta, Augusto Castro, já foi feito. As conversas deverão ganhar mais força depois do réveillon. O único empecilho para ele defender o time santista é o longo período de inatividade.

Leonardo Silva não atua desde o dia 6 de junho, quando rompeu os ligamentos do joelho direito na partida contra o Atlético Goianiense, em Goiânia, pelo Campeonato Brasileiro. Ele só voltou aos treinos com bola no fim de novembro.

O Santos, ao trazer o zagueiro, faria mais uma aposta em um jogador que se recupera de contusão. Charles, contratado por empréstimo do Lokomotiv Moscou, da Rússia, e Jonathan, que chegou do Cruzeiro, estão nessa situação. O volante se recupera de uma cirurgia no joelho esquerdo e corre o risco de jogar só em março, enquanto que o lateral-direito sofre com uma pubalgia (dor na região do púbis) há algum tempo.

Além de Leonardo Silva, que também interessa ao São Paulo, Adilson Batista indicou outro zagueiro: Thiago Heleno, seu jogador no Cruzeiro e no Corinthians. Ele deixou o clube de Parque São Jorge nesta semana e está livre para negociar. O Palmeiras também pode acertar com o ex-corintiano.