Vai dar certo? Torcidas organizadas se reúnem em busca da paz

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 20 (AFI) – Criticados por muitos, os torcedores organizados de São Paulo tiveram uma boa iniciativa visando a paz nos estádios. A expectativa é de que seja criada uma associação das torcidas organizadas do estado.

Confira:
ONDE ANDA: Roberto Baggio, homem que "deu" o tetra ao Brasil

Uma reunião está marcada para a noite desta quinta-feira, na sede da Mancha Verde, principal organizada do Palmeiras, visando definir os últimos detalhes para a criação dessa associação, que garantiria uma representação das torcidas no Ministério do Esporte. Outra intenção é a criação de uma torcida única para apoiar o Brasil na Copa do Mundo de 2014.

De acordo com o diretor da Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do Corinthians, Claudimir Antônio, está na hora de parar com as brigas no estádio, pois são eles mesmo que acabam prejudicados.

“Precisamos parar de brigar, porque sempre que alguém morre nós somos chamados de bandidos, de facção, e não somos isso”, afirmou Claudimir Antônio. O presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Pólo Del Nero, revelou que pode apoiar a decisão.

Cerca de 18 torcidas irão participar desta reunião: Gaviões da Fiel, Estopim da Fiel, Camisa 12 e Pavilhão 9 (Corinthians); Mancha Alviverde e TUP (Palmeiras); Torcida Independente, Dragões da Real e Falange Tricolor (São Paulo); Leões da Fabulosa (Portuguesa); Torcida Jovem e Serponte (Ponte Preta); Furia Independente e Guerreiros da Tribo (Guarani); Fúria Andreense e Esquadrão (Santo André); Fiel Força Tricolor (Botafogo-SP) e Comando Azul (São Caetano). A Torcida Jovem do Santos não apoiou a idéia, pois acredita que já é organizada internamente e possui um estatuto próprio.