ONDE ANDA: Rodrigo Beckham, ex-Corinthians e Botafogo

por Agência Futebol Interior

atributos físicos do que propriamente pelo futebol. Estamos falando do meia Rodrigo Beckham (foto), que já teve passagens por Campinas, SP, 22 (AFI) - O Onde Anda desta semana traz um jogador que sempre foi mais conhecido pelos seus Botafogo, Corinthians e Vasco. Depois de muitas reviravoltas na carreira, o jogador tenta a sorte no Campeonato Paulista da Série A3, onde é a grande estrela do Red Bull.

Veja também:
Musa do Corinthians é eleita a gata do Paulistão. Veja as fotos!

Natural de Santos, Rodrigo Juliano Lopes de Almeida, hoje com 33 anos, como todo bom santista também já se aventurou como surfista, disputando inclusive etapas amadoras do Campeonato Brasileiro de Surfe. Pelos gramados, contudo, ele iniciou sua carreira na Portuguesa Santista, entre os anos de 1996 e 97. O jogador ainda teve uma rápida passagem pelo Guarani antes de se transferir ao Gama. No clube do Distrito

Federal, foi onde jogador-galã acabou ganhando projeção pela campanha no título do Brasileiro da Série B de 2008.

As boas atuações, valendo-se da potente e precisa perna esquerda, levaram este meia canhoto ao Botafogo, em 1999. Pelo Alvinegro, Rodrigo Beckham viveu seus melhores momentos no mundo da bola. Além do vice-campeonato da Copa do Brasil de 99, conseguiu feitos individuais. Foi artilheiro do Fogão nos Brasileiros de 2000 e 2001, com sete e 11 gols, respectivamente, conquistando o coração da torcida.

A excelente fase vivida na equipe de General Severiano, apesar da ausência de títulos expressivos, quase levou o meia para a Seleção Brasileira. Se a convocação não veio, ao menos o jogador pôde comemorar sua primeira e única transferência internacional, já aos 25 anos. Em 2002, ele acabou contratado pelo Éverton, da Inglaterra.

Na "Terra da Rainha", os planos de Rodrigo Beckham foram atrapalhados por uma grave lesão no joelho. Sem poder jogar pelo clube de Liverpool, o jogador acabou aproveitando para ingressar o ramo da moda. Com tempo livre, ele passou a atuar como modelo em desfiles de moda. Foi justamente nesta época que ganhou o apelido "Beckham" em alusão ao astro inglês.

Após se recuperar da lesão, o meia retornou ao Brasil, mas nunca mais voltou a repetir as boas atuações de Gama e Botafogo. Ele teve passagens apagadas por Atlético-MG, Corinthians, Juventude, Atlético-PR e Vasco. O clube cruz-maltino foi seu último clube grande, em 2006.Após deixar o clube da Colina, Rodrigo Beckham se transferiu ao Boavista-RJ, em 2007, aonde retornaria um ano

depois. Ele também vestiu as camisas do Paraná (2007) e do Fortaleza (2009), antes de chegar ao Red Bull, que luta pelo acesso no Paulista da Série A3. Ainda sem se firmar entre os titulares, o jogador balançou as redes apenas em duas oportunidades.