Dunga ironiza favoritismo brasileiro na Copa do Mundo

por Teste

Londres, ING, 2 (AFI) - Nem mesmo a boa vitória sobre a Irlanda por 2 a 0, na Inglaterra, nesta terça-feira, tranquilizou Dunga. Questionado após o amistoso sobre o suposto favoritismo da seleção brasileira na Copa do Mundo da África do Sul, o treinador respondeu com ironia e demonstrou estar surpreso com o otimismo.

Confira:
Na despedida antes da Copa, Robinho fez gol


"Em todo lugar, leio que os jogadores do Brasil estão em má fase, que não estão bem na Europa. Como é que pode ser favorito? Para mim, é surpresa dizerem que a seleção brasileira é favorita", satirizou o técnico.

Não quer dizer nada
Passado o momento de ironia, Dunga disse que o favoritismo não diz nada em uma Copa do Mundo.

"Não é bom nem ruim ser favorito. Sempre que o Brasil vai pra uma Copa é a mesma historia. Mas ser favorito não garante nada", opinou.

Para o treinador, os bons resultados nos últimos anos tornam a seleção novamente respeitada. E para repetir o desempenho na África do Sul, será necessário superação.

"Temos que repetir tudo o que fizemos até agora e acelerar ainda mais. Pegaremos seleções com a mesma capacidade, precisamos nos superar a cada dia", acrescentou.

Em rápida análise sobre seu período no comando, Dunga se mostrou satisfeito.

"Foi um bom período. Em três anos e meio na frente da seleção, conquistamos a Copa América, formamos um grupo e recuperamos a imagem de uma seleção que gosta de jogar futebol", completou.