Goleiro isenta técnico de culpa na eliminação do Real Madrid

por Teste

Campinas, SP, 11 (AFI) - Um dos principais jogadores do Real Madrid, o goleiro Casillas deu uma entrevista coletiva nesta quinta-feira para tentar explicar a eliminação do dia anterior, quando o time espanhol empatou em casa com o Lyon e saiu fora da Liga dos Campeões da Europa. E ele tratou de defender o treinador chileno Manuel Pellegrini, avisando que a culpa pelo fracasso é dos jogadores.

Confira:
Adversário do Brasil na Copa diz que ainda não definiu técnico

Mesmo com o investimento milionário em reforços como Cristiano Ronaldo e Kaká, o Real foi eliminado pela sexta vez seguida nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Assim, logo depois do tropeço em casa diante do Lyon, cresceu a pressão sobre Pellegrini, que corre risco de demissão. Mas Casillas já avisou que o grupo de jogadores defende a permanência do treinador.

"Pellegrini pode ficar muito tranquilo, porque tem o apoio de todos seus jogadores. Ele sabe disso. O treinador é sempre apontado como o primeiro culpado, mas os principais culpados somos nós (jogadores)", afirmou Casillas, que também mandou um recado aos torcedores. "Temos que pedir perdão à torcida. Somos os principais culpados, porque sabíamos que havíamos criado muito otimismo."

Agora, segundo Casillas, o Real precisa se concentrar na conquista do título do Campeonato Espanhol - é o líder, ao lado do rival Barcelona, ambos com 62 pontos. "Estamos num momento difícil, mas temos que manter a calma. O Campeonato Espanhol é tudo o que nos resta", explicou o goleiro, lembrando que o time de Madri joga já no domingo, quando visita o Valladolid.