Onde Anda: Valdir Bigode, artilheiro de Atlético-MG e Vasco

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 11 (AFI) – O Brasil sempre foi a pátria do futebol. Prova disso é a quantidade de craques revelados em solo verde e amarelo. Valdir de Morais Filho foi um dos que brilharam no futebol nacional. Claro, com esse nome fica complicado saber quem é ele, mas se falar em Valdir Bigode fica mais fácil. Após pendurar as chuteiras, o ex-artilheiro pensa em seguir carreira política e deve confirmar a candidatura para concorrer como Deputado Federal pelo Estado do Rio de Janeiro.

Veja também:
Onde Anda: João Carlos, zagueiro campeão do mundo pelo Timão

Aos 37 anos, Valdir Bigode está filiado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) desde o final de setembro de 2009. Assim, a candidatura deve mesmo acontecer, já que para concorrer o futuro candidato deve estar filiado, ao menos, um ano junto ao partido. Valdir despontou nas equipes de base do Vasco da Gama, onde se sagrou campeão da Copa São Paulo de Júnior, em 1992.

Valdir iniciou sua carreira no Vasco em 92 e ficou por três anos. Em 96 foi negociado com o São Paulo onde jogou até 97. Depois saiu do país e foi jogar em Portugal na equipe do Benfica também no ano de 97. De volta ao Brasil em 98, Valdir Bigode, como era conhecido, foi jogar no Atlético-MG. Ficou apenas meio semestre e retornou ao São Paulo que era o dono de seu passe.

Ainda em 98 retornou ao Atlético-MG onde jogou por mais duas temporadas, 98 e 99. Após o Brasileiro, que aconteceu no primeiro semestre, Valdir foi para o Botafogo disputar o Campeonato Carioca.

No ano 2000 retornou ao Atlético-MG já que era muito querido pela diretoria e torcida. Ainda em 2000 voltou para o futebol de São Paulo, porém para disputar o Campeonato Paulista pelo Santos. Valdir depois disto teve que passar por uma cirurgia em seu joelho e ficou muito tempo parado. Quando estava para retornar entrou na Justiça para adquirir os direitos de obter o seu passe.

Valdir esteve muito próximo de acertar com o Guarani no Brasileiro de 2002, mas como tinha problemas para serem resolvidos ainda em relação ao seu passe e também por ter ficado muito tempo parado, o negócio não deu certo.

Sempre foi um jogador rápido e possui rara habilidade para fazer gols de todas as formas e bonitos. Tem como marca registrada um bigode fino que cultiva desde os 17 anos de idade. Este bigode que lhe originou o apelido de Valdir Bigode.

Ainda atuou pelo Al Nars, dos Emirados Árabes, mas uma nova lesão no joelho o fez abandonar a carreira no ano de 2005, quando estava com 32 anos. Valdir foi Campeão da Taça São Paulo pelo Vasco, Campeão Carioca nos anos de 92, 93 e 94 também pelo Vasco e da Copa Conmebol em 97 pelo Atlético.

 
 
" />