Lamentável! STJD absolve presidente da FPF no Caso Madonna

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 18 (AFI) – O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) continua não levando a sério os bastidores sombrios do futebol brasileiro. Uma prova disso aconteceu na tarde desta quinta-feira, Pleno (última instância) absolveu o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo Del Nero.

Veja também:
Esposa de ex-lateral de Sampa e Flu entra em reality show

O cartola obteve votação unânime, por 5 a 0, comprovando que os juízes que comandam o STJD utilizam de critérios duvidosos no momento de decretar a sentença. Marco Pólo foi julgado novamente por causa da denúncia que fez às vésperas da partida decisiva entre São Paulo e Goiás, pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2008, e se livrou de nova punição.

Ele acusou o árbitro Wagner Tardelli, que apitaria o jogo citado acima, de envolvimento em um esquema de suborno por supostamente receber ingressos de uma "secretária do São Paulo" para um show da Madonna.

Del Nero relatou isso para a Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que tirou Tardelli da partida. Posteriormente, nada ficou comprovado contra o árbitro.

Por ter oferecido queixa infundada ou dado causa à instauração de inquérito, como consta no artigo 221 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), Del Nero foi suspenso por 90 dias e acabou afastado da federação, para onde voltou no início do mês.

 
 
" />