Brasil pega Chile nas oitavas do Mundial Sub-17; Bolsonaro vai a jogo da Itália

Duelo sul-americana acontece às 20 horas de quarta-feira, no estádio Bezerrão, em Gama

por Agência Estado

Campinas, SP, 04 - A seleção brasileira conheceu neste domingo o seu próximo adversário no Mundial Sub-17, pelas oitavas de final.

Será o Chile, às 20 horas de quarta-feira, no estádio Bezerrão, em Gama (DF). A rodada deste domingo encerrou a fase de grupos e definiu todos os confrontos das oitavas.

Os demais confrontos são: Angola x Coreia do Sul, Nigéria x Holanda, Japão x México, Espanha x Senegal, França x Austrália, Equador x Itália e Paraguai x Argentina.

A fase de grupos foi finalizada com quatro jogos, dois do Grupo E e dois do F. Espanha e Paraguai avançaram como primeiros colocados de cada chave, respectivamente.

Brasil encara o Chile no mata-mata do Mundial Sub 17 - Alexandre Loureiro / CBF
Brasil encara o Chile no mata-mata do Mundial Sub 17

Os espanhóis venceram Camarões por 2 a 0, no Bezerrão. Jordi Escobar e Ilaix Moriba marcaram os gols da partida.

Pelo mesmo grupo, a Argentina bateu o Tajiquistão por 3 a 1, com gols de Franco Orozco, duas vezes, e Matías Godoy. Os argentinos avançaram em segundo na chave.

Pelo Grupo F, o Paraguai venceu a Itália por 2 a 1, também no Bezerrão. Lorenzo Pirola e Diego Duarte anotaram os gols paraguaios. E o México goleou Ilhas Salomão por 8 a 0. Efraín Alvarez foi o destaque da partida, com dois gols.

Os italianos foram os que passaram na segunda colocação da chave. O México avançou como um dos melhores terceiros colocados.

BOLSONARO

Após uma semana tumultuada na política, o presidente Jair Bolsonaro encerrou o domingo assistindo à partida entre Itália e Paraguai.

Ele estava acompanhado dos ministros do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e pelo secretário nacional de Esportes, Décio Brasil.

A disputa ocorreu no Bezerrão, a 39 km do Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente. A comitiva do presidente acompanhou o jogo da tribuna de honra.

A segurança no local foi bastante reforçada e contou até com atiradores de elite posicionados na parte superior das tribunas.