Futebol Interior fecha cobertura da Copa América com chave de ouro

O Portal FI esteve presente nos principais jogos do torneio na edição de 2019

por Kim Belluco

Campinas, SP, 04 (AFI) - Realização de um sonho: é assim que descrevo a cobertura da Copa América 2019. O 'despertar' será neste domingo no templo do futebol, o Maracanã, em partida entre Brasil e Peru, pela grande decisão do torneio. Abaixo conto um pouco dessa experiência, a primeira em um torneio internacional.

Espaço incorporado por HTML (embed)

A jornada começou no dia 14 de julho no Morumbi. Levando o Futebol Interior no peito, enfrentamos o greve na capital mais populosa de São Paulo rumo ao Morumbi. Passamos por vendedores ambulantes, cambistas até chegar no estádio do São Paulo. De lá, vimos um Brasil apático no primeiro tempo, mas que conseguiu se sobressair no segundo, com o talento de Everton, para golear a Bolívia por 3 a 0.

Cinco dias depois, estive novamente no Morumbi, desta vez, para Colômbia x Catar. Sede da próxima Copa do Mundo, a equipe do Oriente Médio fez jogo duro diante da melhor equipe da Primeira Fase, mas acabou perdendo com um gol no fim, marcado por Zapata. Ainda no estádio, pude entrevistar nomes como James Rodríguez e Yerry Mina.

A próxima parada foi em Itaquera. Na Arena Corinthians (pé de coelho de Tite), vi o primeiro jogo convincente da seleção brasileira e mais uma goleada: 5 a 0, diante do Peru, que viria ser o adversário da final do torneio, dias depois. Assim como nas demais partidas, participei da coletiva de imprensa do técnico da seleção brasileira, criei um material em cima de entrevistas na zona mista e ainda tive a oportunidade de interagir com alguns jornalistas, entre eles, Galvão Bueno.

MATA-MATA
Segui viagem a Porto Alegre. Logo em minha primeira vez no sul do país, encarei um frio de 4º graus. Em véspera de um Brasil x Paraguai, parei para conhecer o lago Guaíba, o Estádio Beira-Rio e dei de cara com Larissa Riquelme, considerada a musa da Copa de 2010. No dia seguinte, o ponto de parada foi na Arena do Grêmio.

Futebol Interior esteve com a seleção do início ao fim - Rodrigo Vilalba/Futebol Interior
Futebol Interior esteve com a seleção do início ao fim

Em meio às reclamações de um gramado pesado, acompanhei a seleção brasileira conquistar a vaga na semifinal nos pênaltis após um empate suado sem gols contra o Paraguai. No sul, ainda conversei com Tite, Gabriel Jesus, Thiago Silva, entre outros nomes da seleção canarinho.

O auge da trajetória foi acompanhar de perto um clássico da magnitude entre Brasil e Argentina. Saí de Porto Alegre e fui até Belo Horizonte para conhecer o Mineirão e acompanhar a seleção brasileira. Que jogo, amigos! Senti a rivalidade na pele, presenciei Messi tentar achar desculpa pela derrota, Scaloni (treinador) falar que nossos 'hermanos' foram melhores e Tite rebater com classe. O triunfo por 2 a 0 fez tudo valer a pena, até compensou a dura viagem de volta, de mais de 10 horas de duração.

LEMBRANÇAS
O ciclo será fechado no Rio de Janeiro. Depois disso restarão saudades e boas memórias, de cada entrevista realizada com jogadores do mais alto nível do futebol, das coletivas do 'filósofo' Tite, das matérias (várias) publicadas no Portal Futebol Interior e nas 'lives' (entradas ao vivo) pelo Facebook do portal, com jogadores, torcedores e até mesmo de reconhecimento do estádio, como foi no Beira-Rio.

Repórter Kim Belluco direto da Arena  Corinthians
Repórter Kim Belluco direto da Arena Corinthians

Durante o trajeto, ainda pude desfrutar da companhia de outros companheiros do Portal Futebol Interior, como o fotógrafo Rodrigo Vilalba, e o redator Lucas Badan. Eles ainda acompanharam outros jogos a exemplo de Brasil x Venezuela, Paraguai x Argentina, Colômbia x Chile, entre outros...

Para os demais que contribuíram com essa cobertura, um muito obrigado! Catar que nos espere em 2022. O Portal Futebol Interior novamente estará presente.