Belga Fellaini volta à China e é diagnosticado com o novo coronavírus

Esse foi o primeiro caso de jogador do Campeonato Chinês a testar positivo

por Agência Estado

Campinas, SP, 22 (AFI) - O belga Marouane Fellaini anunciou em suas redes sociais neste domingo que foi diagnosticado com o novo coronavírus. O jogador, que atua no Shandong Luneng desde o ano passado, é o primeiro jogador da Superliga da China, primeira divisão local, a ser infectado pela doença.

"Caros amigos, fiz o teste de coronavírus e o resultado é positivo. Agradeço aos fãs, equipe médica e clube pelo cuidado e atenção. Vou seguir o tratamento e espero voltar ao jogo o mais rápido possível. Por favor, se mantenham seguros", escreveu o jogador em suas redes sociais.

O Shandong Luneng também emitiu um comunicado para confirmar o diagnóstico. Segundo a nota, divulgada no site oficial do clube, Fellaini não tem febre e nem qualquer outro desconforto. De acordo com a imprensa chinesa, ele foi observado no Hospital de Doenças Contagiosas de Jinan, onde se mantém em isolamento e receberá o tratamento se apresentar sintomas.

Assim como boa parte dos clubes chineses, os jogadores e os membros da comissão técnica do Shandong Luneng deixaram a China, epicentro da pandemia do novo coronavírus, quando a expansão do vírus se intensificou no país. Depois de ficar concentrado em Dubai, o belga de 32 anos recebeu folga do clube no final de fevereiro.

Fellaini viajou para a Bélgica, Marrocos e Ilhas Maldivas antes de retornar à China na última sexta-feira em um voo vindo de Cingapura. Ele desceu no aeroporto de Xangai e foi de taxi até uma estação ferroviária. Lá, pegou um trem para a cidade de Jinan, onde foi colocado em observação, procedimento de rotina aplicado nas pessoas que vêm de outros países e que detectou que o jogador estava infectado pela covid-19.

Fellaini, que também joga na seleção da Bélgica, é o primeiro jogador da principal divisão do futebol chinês que testou positivo para o novo coronavírus, mas não o primeiro atleta a atuar na China infectado pela doença, já que o brasileiro Dori havia sido o primeiro caso de todo o futebol no país a ser contagiado pela covid-19.