Após perder vaga na final, treinador desconta em porta de vidro e vai parar em hospital

Paulo Henrique Marques viu sua equipe ser eliminada nos acréscimos

por Agência Futebol Interior

Erechim, RS, 16 (AFI) - O técnico Paulo Henrique Marques não reagiu bem à eliminação do Ypiranga na semifinal do primeiro turno do Campeonato Gaúcho. Na noite deste domingo, após perder por 1 a 0, para o Caxias, o treinador tentou abrir a porta do vestiário do Centenário com um soco e acabou sendo levado para um hospital de Caxias do Sul.

A porta em questão era de vidro e Marques acabou ferindo as duas mãos. Ele foi atendido em uma das ambulâncias presentes no Centenário e, em seguida, foi levado a um hospital para levar pontos. Ele foi liberado ainda na noite deste domingo e não corre risco.

A irritação e a adrenalina do treinador tem justificativa. Isto porque o Ypiranga foi eliminado na semifinal do 1º turno do Campeonato Gaúcho com gol marcado aos 46 minutos do segundo tempo, em jogada de bola parada. Ainda durante a partida, a equipe perdeu grandes chances de conquistar o resultado.