Técnico do XV de Piracicaba confirma proposta do Corinthians e revela 'pedido do coração'

"É um time grande e se eu pensasse só na parte financeira, iria para o Corinthians", disse Tarcísio Pugliese

por Agência Futebol Interior

Piracicaba, SP, 17 (AFI) - Após o vice-campeonato da Copa Paulista, que garantiu o XV de Piracicaba na Copa do Brasil em 2020, o técnico Tarcísio Pugliese falou sobre outro assunto que manteve mistério na última semana: a proposta que recebeu para ser auxiliar de Tiago Nunes no Corinthians.

A PROPOSTA EXISTE

Tarcísio confirmou a proposta pela primeira vez, fez elogios ao novo treinador do Timão e afirmou que tomará uma decisão nos próximos dias.

"Existe a proposta. Conheço o Tiago há muito tempo, foi meu auxiliar e preparador físico. Não falei sobre isso antes porque não queria que nada tirasse o foco e atrapalhasse o XV na final. Vou decidir nos próximos dias", revelou Pugliese.

CORAÇÃO FAZ PEDIDO

Apesar de não cravar a resposta, o comandante do Nhô Quim revelou seu desejo de permanecer no clube.

Ele classificou como um 'sonho' trabalhar no Corinthians, mas disse estar muito feliz em Piracicaba.

"É um time grande e se eu pensasse só na parte financeira, iria para o Corinthians. Mas gosto muito daqui e não tem valor que pague estar com o coração no lugar que gosta e se sente bem. Trabalhar no Corinthians é um sonho, o Tiago é meu irmão, mas estou muito feliz aqui. Meu coração pede para ficar em Piracicaba. Esta é a minha vontade", finalizou.

PASSAGEM NO XV

Tarcísio Pugliese dirigiu o XV de Piracicaba em 45 jogos, com 21 vitórias, 14 empates e dez derrotas. O treinador levou o clube até a semifinal do Campeonato Paulista da Série A2, perdendo o acesso à elite do estadual nos pênaltis para a Inter de Limeira. Na Copa Paulista, classificou para a decisão frente ao São Caetano, mas perdeu o primeiro jogo e empatou o segundo.

HISTÓRIA DA DUPLA

Tiago Nunes e Tarcisio Pugliese trabalharam juntos no Luverdense, em 2009, quando disputaram o Campeonato Mato-Grossense e a Série C do Campeonato Brasileiro. Eles reeditaram a dupla no Nacional de Manaus, em 2011. Nas duas ocasiões, o ex-técnico do Athletico Paranaense foi auxiliar do atual comandante do XV de Piracicaba.