Copa Paulista: Meia confia em apoio da torcida e pede tranquilidade ao XV na final

"É maravilhoso jogar para eles, porque eles comparecem em peso e nos apoiam", disse Cássio Gabriel

por Agência Futebol Interior

Piracicaba, SP, 12 (AFI) - Símbolo da reação do XV de Piracicaba no primeiro embate da final da Copa Paulista, Cássio Gabriel, que marcou dois golaços na ocasião, concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, 12.

Entre os temas abordados, o meio-campista lembrou o quanto a atmosfera vinda das arquibancadas do Barão da Serra Negra no último sábado embalou o Nhô Quim para conseguir o empate, após sair perdendo por 2 a 0 para o São Caetano, que ainda fez o terceiro no fim.

APOIO DA TORCIDA

O camisa dez do Alvinegro Piracicabano acredita que o setor dos visitantes estará cheio no Anacleto Campanella no próximo sábado, em duelo marcado para às 17h00, e que isso será um ponto a mais para que o XV consiga reverter a situação.

Os comandados de Tarcísio Pugliese precisam vencer por dois gols de diferença para levantarem o troféu ao término do tempo regulamentar. Triunfo por um gol de vantagem leva a disputa para os pênaltis.

Acredito que os nossos torcedores irão encher o seu setor. É maravilhoso jogar para eles, porque eles comparecem em peso e nos apoiam.

Mesmo com os dois gols que sofremos no primeiro tempo aqui em Piracicaba, eles continuaram cantando, isso até me surpreendeu e nos motivou para que fôssemos em busca do resultado. Se isso acontecer também lá, nos ajudará muito”, comentou Cássio Gabriel, autor de cinco gols na competição.

Foto: Fellipe Grecco / XV de Piracicaba
Foto: Fellipe Grecco / XV de Piracicaba
SEM ABALO

O meio-campista afirmou que o moral do elenco não foi abalado com o revés.

Se fosse uma partida que tivéssemos jogado mal, com certeza abalaria, sem dúvidas, mas o jogo que fizemos foi muito bom.

Por mais que saímos com a derrota, creio que a nossa atuação foi muito boa. Marcamos em cima, sufocamos o adversário, porém, infelizmente, perdemos o confronto. Se estivermos mais concentrados, com atenção aos detalhes, podemos conquistar o título”, falou.

CUIDADO

O atleta, no entanto, pede cuidado com uma possível afobação.

Primeiramente, temos que nos manter organizados. Não podemos atacar de qualquer jeito. Temos que ter tranquilidade, pois em uma final, todos sabem, os nervos já estão à flor da pele, há muita tensão no ar e se a gente atacar de qualquer jeito, podemos nos complicar ainda mais.

É preciso ter calma, porque a equipe tem criado bastante e, quando surgir a oportunidade, não podemos desperdiçar”, disse.