Paulista A2: Em 2011, XV de Piracicaba aproveitou embalo para conquistar acesso

O XV de Piracicaba decide o acesso contra a Inter de Limeira no próximo sábado (20), às 19h

por Federação Paulista (FPF)

Piracicaba, SP, 18 (AFI) - Um dos mais tradicionais times do interior, o XV de Piracicaba já conquistou acesso em seis oportunidades no Paulista A2. A última delas aconteceu em 2011. Após subir no ano anterior, o time alvinegro tinha o objetivo de se manter, mas os bons resultados mudaram o rumo da campanha, que se tornou histórica.

A Série A2 de 2011 foi disputado por 20 equipes, separadas em dois grupos na fase inicial. O XV ficou no Grupo B, junto com rivais regionais como Guarani, Rio Branco e União Barbarense, além dos emergentes Red Bull e Pão de Açúcar, os rivais sorocabanos São Bento e Atlético, o tradicional São José e o Palmeiras B. Os quatro primeiros se classificavam.

Em 2011, XV de Piracicaba aproveitou embalo para conquistar acesso
Em 2011, XV de Piracicaba aproveitou embalo para conquistar acesso

BOM COMEÇO
O time comandado por Moisés Egert começou bem, acumulando pontos e sempre estando no grupo de classificação. A primeira derrota aconteceu apenas na 12ª rodada, para o Red Bull. Aquela seria a única derrota na fase inicial, em que o XV ficou em segundo lugar, perdendo nos critérios de desempate para o São José.

“A gente veio da Série A3 e esperávamos mais dificuldades na Série A2. Mas os resultados foram acontecendo e o time cresceu durante a competição. Depois do fim da primeira fase vimos que seria possível conquistar o acesso”, relembra o ex-meia Marlon.

SEGUNDA FASE
Classificado, o time alvinegro teve na segunda fase as companhias de Atlético Sorocaba, Monte Azul e Catanduvense. O XV venceu os dois primeiros confrontos e uma combinação de resultados fez com que o acesso pudesse ser conquistado já na terceira rodada. O time, porém, perdeu as duas para o Catanduvense e viu o acesso ameaçado.

“Vencemos os dois primeiros jogos e achamos que já estávamos dentro. Demos uma relaxada e isso não pode acontecer. Depois das derrotas, vimos que tínhamos que acertar o pé novamente. Nos conscientizamos e fomos para Monte Azul com a certeza de que o acesso viria”, diz Marlon, que aos 34 anos era o 12º jogador daquela equipe.

Em Monte Azul Paulista, o XV de Piracicaba goleou por 4 a 1 e confirmou a vaga. O time ainda venceria o Atlético Sorocaba e seria campeão nos pênaltis – com Marlon fazendo a última cobrança – contra o Guarani.

BASTANTE TEMPO NA ELITE
O time permaneceu cinco anos na elite, alcançando as quartas de final em 2015. Em 2016, porém, foi rebaixada e ano passado bateu na trave, perdendo o acesso na semifinal para o Guarani. Agora, decidindo em casa, o clima é de confiança.

“Os jogadores tem tudo para entrar para a história. Só quem já viveu isso sabe como é, e eles estão muito próximos. Eles foram como agente, tiveram um bom início e depois caíram, mas agora estão próximos do acesso. Sábado estarei lá, torcendo para o XV”, finaliza o jogador.

O XV de Piracicaba decide o acesso contra a Inter de Limeira no próximo sábado (20), às 19h, no Barão de Serra Negra. Após empate em 0 a 0 na ida, quem vencer o confronto conquista o acesso. Novo empate leva a decisão para os pênaltis.

Ruben Fontes Neto, especial para a FPF