Paulista A2: XV de Piracicaba apresenta volante que foi semifinalista com o Barretos

O jogador tem André Cunha, Léo Carvalho e Rafael Rosa como companheiros de posição

por Agência Futebol Interior

Piracicaba, SP, 08 (AFI) - Semifinalista em 2016 com o Barretos e campeão no ano passado com o São Caetano, o meio-campista Norton espera repetir o bom desempenho no Campeonato Paulista Série A2 em 2018, agora vestindo a camisa do XV de Piracicaba. O atleta chegou ao clube na última terça-feira e foi apresentado oficialmente nesta tarde, no Barão da Serra Negra, onde vestiu a zebrada pela primeira vez e atendeu aos repórteres.

Norton, 28 anos, estava no Villa Nova/MG, mas o desejo de retornar ao estado em que obteve sucesso foi grande e o convite do Nhô Quim veio ao encontro dessa pretensão.

“Recebi a proposta do XV e achei interessante. Então, decidi voltar para São Paulo, onde me sinto bem”, disse o meio-campista, que iniciou sua trajetória profissional no Macaé, equipe de sua cidade natal, e defendeu ainda o Artsul/RJ e o Rio Branco/SP.

Norton é apresentado e ressalta vontade de repetir sucesso no Paulistão (Fotos: Vitor Prates)
Norton é apresentado e ressalta vontade de repetir sucesso no Paulistão (Fotos: Vitor Prates)
BRIGA PELA POSIÇÃO
O jogador tem André Cunha, Léo Carvalho e Rafael Rosa como companheiros de posição.

“Acredito que os meio-campistas do elenco são bons e eu vim para somar, para, quando o (técnico, Evaristo) Piza precisar de mim, ajudar”, disse Norton, que contou um pouco sobre suas características. “Eu já atuei como meia-armador e aberto, como se fosse um atacante de lado. Porém, nos últimos anos tenho jogado mais como meia-armador mesmo”.

O condicionamento físico, segundo ele, não será problema.

“Vinha treinando normalmente, mantendo minha forma e acredito que tenho condições de jogar sim”, comentou, ao ser questionado se poderia suportar os 90 minutos na próxima partida que o Alvinegro terá pela frente na competição, no sábado, às 16h00, contra o Taubaté, no estádio Joaquim de Morais Filho, casa do adversário.

QUASE UM SONHO
Outro ponto abordado foi se este seria o seu maior desafio na carreira.

“Acredito que sim. A cada ano, em cada clube que vou, procuro dar o meu melhor e espero, assim como no ano passado, quando fui campeão, e em 2016, quando quase subi com o Barretos, chegar na parte de cima da tabela de classificação e colocar o XV na primeira divisão, que é onde deve estar”, analisou o novo reforço do Nhô Quim, atual décimo colocado no estadual.

 
 
" />