Há 69 anos, emblemático meia marcava seu primeiro gol no XV de Jaú

Américo Murolo ficou por uma temporada no clube e balançou a rede 16 vezes, ajudando em campanha histórica

por Federação Paulista (FPF)

Jaú, SP, 03 (AFI) - Quanto tempo leva para marcar história em um clube? Américo Murolo levou apenas uma temporada para ser lembrado até hoje pelo torcedor do XV de Jaú. O meia fez parte do elenco que conquistou o primeiro acesso do clube, em 1951, e há 69 anos, marcava seu primeiro gol com a camisa auriverde.

O XV de Jaú foi fundado em 1924 mas só a partir de 1948 se profissionalizou e passou a disputar o campeonato estadual. Em 1950, chegou à semifinal da Segunda Divisão, mas não conseguiu acesso. Em 1951, o presidente dr. José Magalhães de Almeida Prado estava disposto a fazer história e montou uma equipe forte para a disputa, contratando muitos jogadores e, entre eles, Américo Murolo.

 Há 69 anos, Américo Murolo marcava seu primeiro gol no XV de Jaú
Há 69 anos, Américo Murolo marcava seu primeiro gol no XV de Jaú
No dia 3 de junho de 1951, houve a partida contra a equipe do Monte Azul, pela primeira rodada do campeonato. A goleada por 5 a 0, com três gols de Américo, foi um indicativo de como a equipe se comportaria no restante do torneio -foram sete vitórias nas sete primeiras rodadas. No fim, foi campeão da Zona Central -16 vitórias, dois empates e duas derrotas, com 65 gols marcados, uma média de 4,6 por jogo.

A equipe foi avançando e chegou à final, contra o Jabaquara, com o jogo decisivo sendo no Moisés Lucarelli, em Campinas, e no dia 16 de janeiro de 1952, após vitória por 1 a 0, o XV de Jaú conquistou o primeiro acesso de sua história. Ao longo de toda a competição, Américo Murolo foi às redes em 16 oportunidades pelo clube, sendo um dos artilheiros do elenco.

CARREIRA
Nascido em 28 de abril de 1932 na capital paulista, o ex-jogador deu os seus primeiros passos no futebol na Baixada Santista, no Jabaquara. Durante a sua carreira, Américo Murolo passou uma temporada no XV de Jaú, conquistando o acesso para a Primeira Divisão do Campeonato Paulista. Em 1953, foi para o Linense, onde também conquistou o acesso para a Primeira Divisão, também inédito para a equipe alvirrubra.

Ele foi o primeiro jogador do interior a ser contratado por uma equipe italiana -em 1956, foi para o Lanerossi-ITA. Retornando ao Brasil, jogou pelo Palmeiras, ajudando a equipe a conquistar o Campeonato Paulista de 1959, em cima do Santos. Com a camisa alviverde, foram 176 jogos e 101 gols marcados. Ele ainda passou pelo Flamengo-RJ, onde fez 28 jogos e marcou três gols. Encerrou sua carreira em 1970, quando estava na Portuguesa Santista.

FICHA TÉCNICA
XV de Jaú 5 x 0 Monte Azul
Data:
3 de junho de 1951
Local: Estádio Arthur Simões, Jaú;
Árbitro: Amleto Riciareli;
Gols: Américo (3), Cardeal e Guanxuma (XV de Jaú);
Renda: Cr$ 2.300,00.

XV de Jaú: Inocêncio, Serra e Gritta; Pádua, Gengo e Clóvis; Guanxuma, Cardeal, Américo, Pinga e Itamar.

Monte Azul: Pianosky, Cachimbo e Loca; Valdemar, Vado e Alberto; Malpique, Schiafino, Zé Oscar, Carvalho e Alfredinho.

Letícia Denadai, especial para a FPF