Estádio referência no Rio de Janeiro está abandonado e destruído

O estádio Raulino de Oliveira, que pertence ao Volta Redonda, serviu como hospital de campanha durante a pandemia da Covid-19

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 28 (AFI) - O estádio Raulino de Oliveira, localizado em Volta Redonda, na região Sul Fluminense do estado do Rio de Janeiro, está em situação precária. Local em que os quatro grandes do Rio já mandaram seus jogos, sobretudo a dupla Fla-Flu, serviu de hospital de campanha durante a pandemia da Covid-19.

O Volta Redonda, que está na terceira divisão do Brasileirão, teve que mandar os seus jogos no estádio Luso Brasileiro.

CAOS E ABANDONO

Com o início da pandemia, por conta da Covid-19, no Brasil, muitos locais, na ausência de hospitais, tiveram que se transformar para acolher as vítimas do novo coronavírus. O estádio Raulino de Oliveira foi aproveitado, desta forma, a partir de abril de 2020.

Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

O estádio, então, que passou a servir como hospital de campanha, deixou de receber os devidos tratamentos, perdendo boa extensão do gramado e com arquibancadas e torres de iluminação enferrujadas.

Apesar da desmobilização do hospital no mês de outubro, o Raulino de Oliveira permaneceu abandonado e sem os cuidados da Prefeitura Municipal de Volta Redonda, responsável pelo estádio que leva a alcunha de "Estádio da Cidadania".