Barroca fala em "potencial de crescimento" para não mexer no Vitória

Leão chegou aos 24 pontos, mas ainda está próximo da degola, no 16º lugar

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 19 (AFI) - O técnico Eduardo Barroca gostou da apresentação do Vitória contra o Figueirense - 3 a 0 para os baianos - e, por isso, garantiu que não mexerá no time que enfrentará a Ponte Preta nesta sexta-feira, às 16h30, no Barradão, em Salvador, pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Não vou mudar o esquema tático. Acredito que o que fizemos contra o Figueirense nos dá um balizamento do potencial de crescimento da gente na competição. A tendência é que a gente mantenha a equipe, que a gente siga nessa linha como foi no jogo contra o Figueirense", disse ele.

Eduardo Barroca, porém, sabe que não será nada fácil. Afinal, a Ponte Preta briga pelo acesso, enquanto o Vitória tenta se afastar da zona de rebaixamento e ainda não conseguiu dois triunfos seguidos.

Barroca mantém o time para vencer duas seguidas. (Foto: Letícia Martins / Vitória)
Barroca mantém o time para vencer duas seguidas. (Foto: Letícia Martins / Vitória)
JOGO COMPLICADO!

"Jogo muito difícil, uma equipe que está brigando quase que o campeonato todo próximo ao G4. Com um treinador extremamente experiente, bom, vitorioso. Vai ser um jogo muito difícil, mas a gente precisa encarar de frente o adversário, com coragem, com personalidade, porque a gente também tem ambições na competição. A gente tentar e saber que está aqui para fazer o nosso melhor e buscar a vitória", analisou.

O Vitória registra 18 pontos em 11 rodadas como mandante. Desempenho de 54,5%. O Leão chegou aos 24 pontos, mas ainda está próximo da degola, no 16º lugar e a quatro do Náutico que abre a zona do descenso.

"Esse jogo é muito importante para a gente. Então é uma oportunidade para a gente ganhar dois jogos seguidos, aumentar a confiança e buscar esses resultados, essa performance em sequência, para que a gente brigue por objetivos mais claros no decorrer do campeonato", finalizou.

VITÓRIA - Ronaldo; Léo, Wallace, Maurício Ramos e Rafael Carioca; Guilherme Rend, Matheus Frizzo, Fernando Neto e Thiago Lopes; Vico e Léo Ceará.