Caça às bruxas? Vitória rescinde com ex-zagueiro do Guarani e afasta goleiro

A decisão vem poucos dias após a derrota por 3 a 2 para o Guarani em Campinas

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 15 (AFI) – O Vitória abriu uma ‘caça às bruxas’ após a derrota por 3 a 2 para o Guarani no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Nesta quarta-feira o clube emitiu uma nota oficial confirmando a rescisão de contrato do zagueiro Victor Ramos, que falhou em um dos gols da 3ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O goleiro Caíque, outro responsável direto pelo resultado, foi afastado do restante do grupo até um ‘futuro próximo’.

Com 30 anos, Victor Ramos foi contratado pelo Guarani em dezembro do ano passado para ser ‘a experiência’ do grupo na disputa do Campeonato Paulista, mas o barco naufragou antes de zarpar. O jogador fez apenas três jogos e pediu para ser ‘liberado’ do contrato para resolver problemas pessoais. Chegou a ser reintegrado um mês depois, mas fez apenas uma partida e saiu de campo vaiado pela torcida, pedindo a rescisão de contrato.

Victor Ramos com a camisa da Chapecoense em jogo festivo com o Barcelona
Victor Ramos com a camisa da Chapecoense em jogo festivo com o Barcelona

Alguns dias depois o zagueiro acertou seu retorno ao Vitória, clube que o formou nas categorias de base. Em Salvador conquistou a titularidade e jogou sete partidas consecutivas, mas sem sucesso. Foram quatro derrotas, dois empates e apenas uma vitória contra o Vila Nova na Série B. O resultado contra o Guarani minou de vez a sua permanência no clube, que rescindiu de forma ‘amigável’ com Victor Ramos.

O jovem goleiro Caíque, de 21 anos, também sofreu as consequências da campanha do Vitória no Campeonato Brasileiro. Com a pior defesa da competição, com sete gols sofridos em três jogos, o clube afastou o jogador para seguir “trabalhando com o preparador Luciano Oliveira, buscando o aperfeiçoamento de sua atividade profissional”. Ainda assim, a diretoria garante que ele vai voltar em um ‘futuro próximo’.