Osmar Loss é apresentado pelo Vitória e quer melhorar a pior defesa da Série B

Em quatro rodadas, o Vitória levou nada menos do que dez gols, sendo quatro em casa e seis fora

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 22 (AFI) - Difícil saber se Osmar Loss irá recuperar o Vitória ou se o Leão baiano irá reerguer o técnico. O fato é que Loss, derrota em inglês e oposto de vitória, foi apresentado nesta quarta-feira pelo Rubro-negro e prometeu dar um jeito na parte defensiva do clube. E faz bem! Afinal, o Vitória é o responsável pela pior defesa da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Sim, nesse primeiro momento vamos procurar atacar a parte defensiva. A construção de uma equipe começa de trás para frente. Temos preocupação em melhorar o rendimento do sistema defensivo do Vitória. Não é defesa, mas o sistema defensivo. Vamos trabalhar para que essa defesa seja segura em todo período que a gente estiver", disse ele na coletiva.

















Em quatro rodadas, o Vitória levou nada menos do que dez gols, sendo quatro em casa e seis fora. Média de 2,5 tentos por confronto. Com a defesa aberta, o clube baiano aparece entre os quatro piores colocados, no 18º lugar com três pontos. Mesmo assim, Loss fez questão de valorizar a história do Vitória.

"Passei por clubes que estão na Primeira Divisão, e o Vitória não deve nada a ninguém. No início da minha carreira, quando trabalhava no Internacional, olhava o Vitória como referência. A gente vai procurar resgatar um pouco disso. Não é trabalho simples, fácil. O que tem de cultura, conquistas por trás desse clube, seja em formação e títulos que conquistou na base... Sabemos da nossa responsabilidade", completou.

Retrospecto no profissional!
Osmar Loss quer recuperar a identidade do Vitória e dar um jeito na defesa. (Foto: Ascom/EC Vitória)
Osmar Loss quer recuperar a identidade do Vitória e dar um jeito na defesa. (Foto: Ascom/EC Vitória)
Osmar Loss dirigiu o Corinthians no profissional em 25 partidas, tendo conquistado dez vitórias e cinco empates, além de ter sofrido dez derrotas. No Guarani, ele venceu quatro vezes, empatou três e perdeu sete. O treinador chega ao Vitória com retrospecto de 17 derrotas, além de quatro 14 triunfos e oito empates.

"Realmente, se a gente avaliar os números friamente não são ideias. Assumir o Corinthians em reformulação, as principais peças campeãs tinham saído. Hoje no Vitória estou melhor que no Corinthians. No Guarani, a gente trocou 95% do elenco com 14, 15 dias de treinamento, na sexta rodada atingiu a pontuação. Temos que pensar no Vitória, me sinto preparado e espero melhorar esses números", recordou o jovem comandante.

A estreia do novo comandante será apenas no domingo, às 16 horas, contra o Atlético-GO no Estádio Antônio Accioly, em Goiâia, pela 5ª rodada.