Presidente de time da Série B não garante técnico após nova derrota

Ecival Martins disse que todas as decisões são tomas internamente no Vila Nova

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 03 (AFI) - A derrota para o Vitória, por 2 a 0, na noite desta terça-feira, em pleno Olímpico Pedro Ludovico, na abertura da 21ª rodada da Série B do Brasileiro, pode ter sido o último jogo de Marcelo Cabo no comando do Vila Nova.

Em entrevista coletiva ao repórter Manoel de Oliveira, do programa Feras do Kajuru, da Rádio 730, o presidente Ecival Martins não garantiu a permanência do treinador. Tudo será discutido internamente entre os dirigentes colorados.

"Eu não costumo falar dessas coisas no microfone. Respeitamos todos profissionais e qualquer decisão que a gente tomar será interna. O treinador tem feito o trabalho dele, mas infelizmente a bola não tem entrado. Isso não é culpa do treinador. A gente precisa ter muita serenidade para ver qual a melhor decisão para o Vila Nova", disse o mandatário.

Marcelo Cabo tem apenas duas vitórias em 12 jogos no comando do Vila Nova
Marcelo Cabo tem apenas duas vitórias em 12 jogos no comando do Vila Nova
Contratado para substituir Eduardo Baptista logo após a pausa para a Copa América, Marcelo Cabo comandou o Vila Nova em 12 jogos até aqui, com cinco derrotas, cinco empates e apenas duas vitórias.

PROTESTO!
Os quase três mil torcedores presentes no Olímpico Pedro Ludovico não pouparam críticas ao Vila Nova assim que o árbitro paulista Leandro Bizzio Marinho apitou o fim do jogo. Notas de dinheiro foram mostradas aos jogadores, que deixaram o gramado debaixo de gritos de "time de pipoqueiro" e "time sem vergonha".

"É difícil achar explicação. O grande segredo é continuar trabalhando. O torcedor está certo, está chateado, mas nós precisamos deles para sair dessa situação difícil", afirmou o experiente volante Edinho.

Na zona de rebaixamento, com 21 pontos, o Vila Nova corre o risco de terminar a 21ª rodada na lanterna do campeonato. Na próxima quinta-feira, o Tigre vai até Campinas enfrentar a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli.