Fórmula 1: 'Acho que não há limites para Hamilton', diz chefe da Mercedes

"Acho que ele está muito motivado e você pode ver que ele quer ganhar todas as corridas. Se continuar assim, pode conquistar mais"

por Agência Estado

Campinas, SP, 03 - Se depender de Toto Wolff, chefe da Mercedes, o sétimo título de Lewis Hamilton será apenas uma questão de tempo. Empolgado com a festa do piloto inglês no GP dos Estados Unidos, neste domingo, o dirigente afirmou que vê o inglês motivado para seguir brigando por títulos nas próximas temporadas, após se sagrar hexacampeão.

"Acho que ele está muito motivado e você pode ver que ele quer ganhar todas as corridas. Se ele continuar assim, acho que pode conquistar mais títulos. Precisamos fornecer a ele um bom carro em 2020. Pessoalmente, acho que não há limites para ele", declarou o principal dirigente da Mercedes.

Na avaliação de Wolff, a insatisfação constante de Hamilton será a responsável por novas conquistas.

"Ele nunca está satisfeito, nunca se conforma. Nunca está contente com a sua posição tanto como piloto quanto como ser humano. Quer sempre melhorar, desenvolver-se. Ele é uma parte muito importante da liderança da nossa equipe", afirmou.

O mais novo hexacampeão da F-1 também recebeu elogios dos colegas pilotos. "É muito impressionante. O que posso dizer? Ele está sendo fenomenal. Tem um grande time por trás. Espero que ele possa seguir lutando no próximo ano", disse o holandês Max Verstappen, um dos novos rivais de Hamilton. "Ele merece, fez uma grande temporada. Merece ser muito parabenizado", comentou o finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes.

Pai do piloto, Anthony Hamilton exaltou a ascensão social do hexacampeão. "É algo absolutamente incrível. Nada mal para uma criança que morava numa casa pobre de Stevenage", disse, referindo-se à pequena cidade localizada ao norte de Londres.