LUTO! Ex-goleiro do Cruzeiro e técnico, ídolo do Velo Clube morre em Rio Claro

Como jogador, Tonho foi tricamoeão mineiro pela Raposa, antes de se aposentar dos gramados e virar treindor

por Agência Futebol Interior

Rio Claro, SP, 13 (AFI) - O ex-goleiro, treinador e comentarista esportivo Antônio dos Santos Nascimento, mais conhecido como Tonho, morreu na tarde desta testa sexta-feira, aos 80 anos, em Rio Claro. Ele estava internado há mais de dez dias depois de sentir-se mal enquanto se recuperava em casa de uma cirurgia no joelho.

No hospital, os médicos descobriram uma infecção e ele entrou em estado grave. O corpo está sendo velado no Parque das Palmeiras, em Rio Claro, e o sepultamento está marcado para as 10h30 deste sábado, no mesmo local.

Tonho começou a carreira como goleiro em 1962, no Renascença. Após conquista a Taça Belo Horizonte, invicto, sem tomar gols, foi contratado pelo Cruzeiro, clube pelo qual foi tricampeão mineiro (65,66 e 67) jogando ao lado de Tostão e outros grandes nomes.

Seu último jogo pela Raposa foi em 19 de novembro de 1967, quando já era reserva de Raul Plassmann, mas entrou no decorrer da vitória por 6 a 1 sobre o Usipa. Depois disso, foi jogar no Washington Wipps, dos Estados Unidos. Também passou por Velo Clube, Rio Claro, Botafogo-SP e Caldense.

Ao se aposentar dos gramados, Tonho passou a se dedicar a carreira de técnico e viveu seus melhores momentos no comando do Velo Clube, onde é considerado ídolo. Após longos anos como treinador, passou a trabalhar como comentarista esportivo na Rádio Excelsior Jovem Pan de Rio Claro.

 
 
" />