Ex-atacante da seleção italiana parabeniza vitória de Leven Siano na eleição do Vasco

"Quero dar os parabéns ao novo presidente do Vasco, Leven, e ao diretor, Fábio Cordella. Nos veremos em breve", disse Balotelli

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 13 (AFI) - Mesmo em meio a indefinição e confusão nas eleições presidenciais do Vasco, Leven Siano, que venceu a eleição no última sábado, embargada pela justiça, postou em suas redes sociais um vídeo onde o atacante italiano Mario Balotelli o parabeniza pela vitória e manda um recado que animou a torcida vascaína.

"Quero dar os parabéns ao novo presidente do Vasco, Leven, e ao diretor, Fábio Cordella. Nos veremos em breve", disse Balotelli.

POSSÍVEL REFORÇO?

Em entrevista concedida ao canal Pop Bola, Leven Siano confirmou ter negociações avançadas com o atacante e que o jogador deseja vestir a camisa do clube.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

"Temos conversas avançadas com o advogado dele, Vittorio Rigo. Falta a questão de a gente conversar primeiro com o diretor de futebol atual, com a equipe de transição, com o nosso diretor financeiro, para saber se vai ser possível encontrar os recursos rápidos para conseguir trazer. Precisamos conversar também com a equipe de scouts, de análise, saber a opinião do treinador, que está lá, e do diretor de futebol, que também está lá, que tenho a melhor referência possível'', disse Leven.

ELEIÇÕES

As eleições no Vasco estão embargadas na justiça. O presidente da Assembleia Geral, Mussa, havia marcado a eleição online para o próximo dia 14, mas, na noite da última sexta-feira, o desembargador Camilo Ribeiro Ruliére acatou pedido do candidato Luiz Roberto Leven Siano e do presidente do Conselho Deliberativo do Vasco, Roberto Monteiro, marcando o pleito presencial para o último sábado, em São Januário.

No pedido, Mussa alegou que o pleito deste sábado botava em risco a segurança do processo eleitoral. A solicitação foi acatada pelo presidente do STJ, que, assim, tornou sem efeito a decisão do desembargador Ruliére. O presidente do STJ viu possíveis "efeitos nefastos" na liminar concedida por Ruliére. Campello desisitu da eleição que acontecerá neste sábado. Além dele, Leven Siano disse que não participará.