Sul-Americana: Goleiro reserva do Vasco é alvo de insultos racistas na Bolívia

Os jogadores do Vasco reclamaram com a arbitragem e o jogo foi paralisado rapidamente, mas logo recomeçou

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 20 (AFI) – Apesar da classificação do Vasco para a segunda fase da Copa Sul-Americana com empate sem gols contra o Oriente Petrolero, a partida ficou manchada por mais um episódio de racismo.

O goleiro reserva Alexander foi insultado por torcedores do time boliviano no estádio Ramon Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra.

No segundo tempo, os reservas do Vasco até deixaram o banco revoltados e reclamaram com a arbitragem, que paralisou a partida. Na transmissão para TV, feita pela própria Conmebol, foram flagrados torcedores bolivianos fazendo gestos em direção aos vascaínos.

Torcedores fazem gestos em direção ao jogadores do Vasco (Imagem: Reprodução)
Torcedores fazem gestos em direção ao jogadores do Vasco (Imagem: Reprodução)
Após a partida, o Vasco divulgou uma nota nas redes sociais repudiando o ocorrido. Confira:

É triste ver que em pleno 2020 ainda observamos tantos casos de racismo no futebol. Não há mais espaço para este tipo de pensamento.

Ao Alexander e todos que possivelmente se sentiram ofendidos, nossa solidariedade.

ESTAMOS JUNTOS, SEMPRE!