Após início de ano irregular, Castan pede paciência com garotos da base do Vasco

Um dos exemplos citados por Castan é o atacante Talles Magno, de apenas 17 anos, considerado a principal promessa vascaína

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 07 (AFI) - O Vasco iniciou 2020 de uma forma irregular com derrotas em clássicos e até para a Cabofriense e, com uma rodada de antecipação, já está fora das semifinais da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. O alento ficou para a vitória na estreia pela Copa Sul-Americana, na quarta-feira, contra o Oriente Petrolero-BOL.

Para o zagueiro e capitão Leandro Castan, essa instabilidade é normal e é preciso ter paciência com os garotos das categorias de base que estão no elenco principal com o técnico Abel Braga. Um dos exemplos citados por Castan é o atacante Talles Magno, de apenas 17 anos, considerado a principal promessa vascaína.

"O Talles é um menino. Não podemos esquecer que ele tem 17 anos. Hoje não faz nem um mês que a gente se reapresentou. Temos que ter cabeça fria, orientar esses meninos para não se cobrarem demais. O ano está apenas começando, tem muita coisa pela frente e temos que ter sabedoria para lidar com as críticas, com a pressão. Estou muito feliz por ele, pelo Marrony e por toda a rapaziada", disse.

Calma com os garotos. (Foto: Divulgação)
Calma com os garotos. (Foto: Divulgação)

VITÓRIA E ALÍVIO!
O zagueiro valorizou bastante o resultado positivo obtido pelo Vasco no estádio de São Januário no meio de semana.

"Temos que valorizar o resultado, vitória é sempre importante. Como o Abel falou, não é a vantagem que a gente queria, mas é uma vantagem. O ano é longo e acredito que as coisas vão se encaixar e que a gente ainda vai ser muito feliz esse ano", afirmou.

A partida de volta contra o Oriente Petrolero, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, será no próximo 19. Antes, o Vasco cumpre tabela neste domingo contra a Portuguesa-RJ, pela Taça Guanabara, e no dia 12 encara o Altos-PI, em Teresina, pela estreia na Copa do Brasil.

Questionado sobre o retorno do meia Fredy Guarín, Castan despistou e se limitou a dizer que o colombiano é um grande jogador e caso assine a renovação de contrato será um grande reforço para o Vasco em 2020.

"O Guarín é um grande jogador. Não conversei com ele, não sei como está o andamento das negociações, mas se ele acertar vai ser um grande reforço e vai nos ajudar muito", completou.