Substituto de Raul após ser decisivo, Marcos Jr admite que vivia má fase no Vasco

"Nenhum jogador trabalha para estar no banco. Vinha jogando como titular, mas também não vinha de uma boa sequência", disse

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 04 (AFI) - Vanderlei Luxemburgo orientou o último treino do Vasco antes do jogo contra o Santos, neste sábado, às 17 horas, em São Januário, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico trabalhou vários fundamentos, mas não revelou o time que vai entrar em campo, mas uma alteração parece certa: a entrada de Marcos Junior, provável substituto do volante Raul, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Líder em desarmes do time vascaíno na competição, Raul fará falta ao meio-campo vascaíno, mas Marcos Junior entrou bem no segundo tempo no jogo da última quarta-feira, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, onde substituiu Andrey e fez, aos 48 minutos, o gol que garantiu a vitória de virada por 2 a 1 sobre o adversário.

ENTREVISTA COLETIVA

Nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, Marcos Junior admitiu que vinha atravessando fase ruim, fato que colaborou para que ele passasse a ficar na reserva. Mas o jogador destacou que agora espera por uma nova chance no time neste sábado.

"Nenhum jogador trabalha para estar no banco. Vinha jogando como titular, mas também não vinha de uma boa sequência. Graças a ele (Luxemburgo), pude entrar e ajudar meus amigos. Se for da vontade dele me colocar, estarei pronto para ajudar o Vasco", avisou o atleta, que também exaltou que atuar no estádio vascaíno é um grande incentivo para voltar a ter uma boa atuação.

"Não há motivação maior que jogar do lado da nossa torcida. Ter a oportunidade de jogar em São Januário é sempre bom, principalmente pela festa que a torcida costuma fazer. Não fiz nenhum jogo (com o estádio) vazio desde que cheguei aqui. A torcida nunca deixa de ir. Está sempre lá para nos apoiar. Isso é bom demais e nos faz entrar em campo ainda mais concentrados na busca por um grande resultado", festejou o meio-campista, que prevê uma sequência dura de jogos no Brasileirão.

DOIS JOGOS POR SEMANA

"Estamos entrando numa fase onde teremos dois jogos na semana, será bem desgastante, mas nos preparamos forte e tenho certeza que vamos passar bem por esse período. Nossa maior missão é sair da zona da confusão, mas sem deixar de pensar nunca de olhar para cima. Podemos alcançar coisas boas se tivermos empenho, união e trabalho", afirmou o jogador, referindo-se ao fato de que a equipe sonha com metas mais importantes do que a 13ª colocação alcançada com a vitória da última quarta-feira no duelo atrasado da 21ª rodada do Brasileirão.

NÃO SERÁ FÁCIL

O fato de o Santos ter perdido a liderança da competição e sido ultrapassado por Flamengo e Palmeiras não torna, segundo Marcos Junior, o duelo mais tranquilo para o Vasco.

"O Santos é uma equipe muito boa, bem treinada e que sabe jogar fora de casa. Temos que saber jogar o jogo. Muitas das vezes a torcida quer e pede para a gente ir para cima, mas é preciso ter inteligência para saber o momento certo de atacar, de ir em busca do gol da vitória. Não vai ser fácil, o nosso adversário é muito forte, mas estamos preparados para buscar mais três pontos", projetou.