Nos braços da torcida, técnico do Vasco já sonha com a Sul-Americana

Vanderlei Luxemburgo teve o nome gritado pelos torcedores que foram a Arena Independência

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 02 (AFI) - A virada do Vasco da Gama sobre o Atlético-MG, por 2 a 1, nesta quarta-feira à noite, em jogo atrasado da 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro, rendeu muitos elogios ao técnico Vanderlei Luxemburgo.

Ele teve seu nome gritado pelos torcedores presentes na Arena Independência e deixou o campo falando até em brigar por uma vaga na Copa Sul-Americana. O time já é o 13º colocado, com os mesmos 27 pontos do Botafogo, atrás apenas no número de vitórias (8 contra 7).

O técnico Vanderlei Luxemburgo teve o nome gritado pela torcida do Vasco
O técnico Vanderlei Luxemburgo teve o nome gritado pela torcida do Vasco
“Acho que estamos melhorando e já podemos até pensar numa vaga na Sul-Americana. Sei que não dá para brigar pelo título, mas podemos ir mais além do que todos pensavam”, disse o treinador ainda na beira do gramado, desta vez sem reclamar de VAR, de arbitragem e sorrindo à toa.

“Estou muito feliz, renovado, porque o futebol está no meu DNA. A minha família não queria que eu voltasse a trabalhar, mas não dá para ficar de fora, só olhando”, concluiu.

FALA, HERÓI
Apesar de Rossi ter feito um gol e dado uma assistência mesmo saindo do banco de reservas, o herói vascaíno foi o volante Marcos Júnior, que marcou o gol da vitória aos 48 minutos do segundo tempo.

"Quem está no nosso dia a dia sabe que somos um grupo batalhador, que merece brigar por coisas maiores. E estamos mostrando isso dentro de campo. As vezes o resultado não vem, mas estamos sempre lutando", comentou Marcos Júnior.