Lateral do Vasco culpa excesso de partidas por queda de rendimento

O Gigante da Colina somou apenas dois pontos no Brasileirão e é um dos últimos colocados

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 22 - O excesso de partidas que permite que os clubes tenham poucas semanas livres para treinar é o principal fator para a má fase do Vasco, de acordo com o lateral-esquerdo Danilo Barcelos.

O jogador lamentou o pouco tempo para trabalhar entre um jogo e outro e disse que a equipe precisa de tranquilidade para superar os maus resultados e se reabilitar.

"Quando pegamos essa sequência ruim, foi depois de uma sequência de mais de nove jogos. Tivemos um curto espaço com muitos jogos e tivemos queda de produção. Mas isso acontece todo ano com clubes no Brasil. A gente tem que ter cabeça boa e tranquilidade para saber que jogamos num clube gigante e temos que dar a volta por cima", disse Danilo Barcelos.

SEMANA LIVRE
Para resolver os problemas e amenizar a crise que vive, o Vasco, que ainda não venceu no Campeonato Brasileiro, no qual é lanterna com apenas dois pontos, tem esta semana livre apenas para treinamentos, já que foi eliminado da Copa do Brasil.

O lateral-esquerdo Danilo Barcelos comemorou a semana livre antes do jogo diante do Fortaleza (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
O lateral-esquerdo Danilo Barcelos comemorou a semana livre antes do jogo diante do Fortaleza (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
O técnico Vanderlei Luxemburgo, que comandou o time pela primeira vez no empate em 1 a 1 diante do Avaí, no último domingo, terá mais quatro dias até o próximo compromisso contra o Fortaleza, na Arena Castelão, em Fortaleza, neste domingo, às 19 horas.

"Mais uma semana cheia e o tempo é nosso aliado para entendermos bem a metodologia do professor e retomarmos o quanto antes o caminho das vitórias. Já pegamos um pouco, mudamos nossa postura nesse último jogo, apesar do resultado não ter sido o esperado", avaliou o lateral-esquerdo.

NÃO VAI SER FÁCIL
Danilo Barcelos previu dificuldades no duelo contra os comandados de Rogério Ceni. O lateral enfrentou o Fortaleza duas vezes na temporada passada, quando atuava pela Ponte Preta. Para ele, o Vasco deve tomar cuidado com o ataque veloz do rival cearense, que é forte jogando em sua casa.

"É um bom time, uma equipe rápida, conheço muito bem. É um time veloz na frente. Usam bem o fator campo, pois o torcedor vai sempre em peso no Castelão. Vai ser um partida difícil, mas tenho certeza que essa semana cheia fará com que a gente ajuste tudo que precisa para chegar lá e fazer um grande jogo".

NOVIDADES
No treino desta quarta-feira, no CT do Almirante, o Vasco contou com duas novidades. O zagueiro Henríquez e o atacante Vinícius Araújo estão recuperado de problemas físicos, participaram da atividade junto dos companheiros e estão à disposição de Luxemburgo. Jairinho, por outro lado, não treinou. O jovem atacante sofreu entorse no tornozelo no treino de terça e foi preservado da atividade.