Vasco busca um empate em Fortaleza para garantir a sua permanência na elite

Para Alberto Valentim, apesar dos números complicados, o time está preparado para este desafio

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 02 - O Vasco precisa de apenas um empate na rodada final do Campeonato Brasileiro para evitar o rebaixamento sem depender de outros resultados. O momento de pressão somado ao interesse do adversário, o Ceará, em uma vaga na Copa Sul-Americana, no entanto, apontam que o valioso ponto vai custar muita superação dos vascaínos. É certo que o jogo marcado para as 17 horas (de Brasília) deste domingo, na Arena Castelão, em Fortaleza, diante de mais de 50 mil pessoas, será de muita tensão para o lado carioca.

Na 15.ª colocação com 42 pontos, o Vasco tem a vantagem do empate por conta do confronto direto entre o 14.º colocado Fluminense, que tem a mesma pontuação, contra o 17.º América-MG, primeiro time dentro da zona de rebaixamento, com 40. Caso seja derrotado, o time do técnico Alberto Valentim precisa torcer por uma derrota dos mineiros ou da Chapecoense, que está em 16.º com 41 e enfrenta o São Paulo.

VASCO PREPARADO

Para Alberto Valentim, apesar dos números complicados, o time está preparado para este desafio. "Nunca faltou empenho e todos estão bem conscientes da responsabilidade que têm para defender as cores do clube. Nós vamos dar o máximo para buscar um resultado que nos interesse. Não podemos pensar em empatar, mas temos, acima de tudo, que respeitar nosso adversário e sua torcida", alertou.

Diante deste momento decisivo, Alberto Valentim não vai contar com Yago Pikachu, principal destaque vascaíno da temporada. Ele foi expulso na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras na rodada passada e terá que cumprir suspensão. A tendência é que Andrés Ríos seja o escolhido para preencher a vaga no setor ofensivo.

Vasco busca um empate em Fortaleza para garantir a sua permanência na elite
Vasco busca um empate em Fortaleza para garantir a sua permanência na elite
DESFALQUES

Também estão fora da partida o lateral-esquerdo Ramon e o volante Leandro Desábato, ambos vetados pelo departamento médico por dores na coxa direita. O volante Willian Maranhão deve ser improvisado na esquerda, enquanto que Raul fica com a vaga do argentino na contenção do meio de campo.

O goleiro uruguaio Martín Silva, que perdeu a titularidade para Fernando Miguel e segue com futuro indefinido no clube, não viajou para Fortaleza. Especula-se em São Januário que o meia Douglas, do Grêmio, deve ser um dos primeiros reforços para 2019.

MAL-ESTAR NO CLUBE

Em meio a tantos problemas, a diretoria buscou amenizar o drama e pagou ao elenco, na última quarta-feira, os salários atrasados referentes ao mês de outubro. Apesar do acerto com os jogadores, parte da comissão técnica e outros funcionários não receberam, o que causou mal-estar nos bastidores.

A delegação está na capital cearense desde a última quinta-feira e fechou a preparação na sexta no estádio Alcides Santos, cedido pelo Fortaleza. O argentino Maxi López recebeu uma pancada na perna no treino e chegou a preocupar, mas ele próprio confirmou a sua presença nesta decisão.

 
 
" />