Paulão minimiza peso de jogo contra Atlético-MG, mas cobra Vasco forte em casa

"Se entrarmos em campo esperando, ele (Atlético-MG) irá nos atropelar", alertou o zagueiro

por Agência Estado

São Paulo, SP, 14 - O zagueiro Paulão procurou minimizar um pouco do peso do jogo que o Vasco fará contra o Atlético-MG, nesta quarta-feira, às 21h45, em São Januário, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador admitiu que a partida é importante para as pretensões do time carioca em sua luta para conquistar uma vaga na Copa Libertadores, mas lembrou que a equipe já vem brigando diretamente por este objetivo há algum tempo e depois deste próximo compromisso ainda terá outras três partidas pela frente na reta final da competição nacional.

"Estamos buscando essa vaga há algumas rodadas, porém o importante de tudo é estar próximo. Há condições do número de vagas (na Libertadores) aumentar, mas a nossa ideia é entrar nesse grupo sem depender disso. Sabemos que essa rodada é importante, mas não é a última, temos outros jogos", ressaltou o defensor, em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira.
Paulão minimiza peso de jogo contra Atlético-MG, mas cobra Vasco forte em casa
Paulão minimiza peso de jogo contra Atlético-MG, mas cobra Vasco forte em casa

Paulão, entretanto, exaltou a necessidade de o Vasco fazer valer o fator campo exibindo coragem e personalidade como mandante. "Se entrarmos em campo esperando, ele (Atlético-MG) irá nos atropelar. O Atlético Mineiro possui diversos jogadores de qualidade, alguns com vasta experiência no Campeonato Brasileiro, mas almejamos coisas grandes e precisamos nos impor em casa. Sabemos que precisamos respeitar o adversário, mas buscaremos fazer o nosso melhor para sair de campo com a vitória", afirmou.

Já ao comentar o fato de que terá pela frente atacantes consagrados como Fred e Robinho, este último autor de dois gols atleticanos no empate por 2 a 2 com o Bahia, em Salvador, na rodada passada do Brasileirão, Paulão lembrou que não será apenas do setor defensivo o objetivo de anular estes jogadores de destaque.

"Eu acho que essa responsabilidade não é só minha, mas de todo o conjunto. Nós conseguimos parar o vice-líder (então o Santos, na quarta-feira passada, na Vila Belmiro), que até fez um gol, mas saímos com o resultado positivo (de 2 a 1). Consideramos que 'parar o adversário' é sair de campo com a vitória. A maior maneira de mostrar respeito ao nosso rival é ganhando os jogos", projetou.

O Vasco hoje ocupa a oitava posição do Brasileirão, com 49 pontos, e está logo abaixo da zona de classificação para a Libertadores. O Atlético-MG, por sua vez, vem logo atrás, com 46 pontos, e terá a chance de alcançar os vascaínos.