TJD-SP pune treinador e oito atletas 'absolvido' de manipulação em jogos do Barbarense

Técnico Claudemir Peixoto e Magno, Wilker, Alex Ferreira, Waldson, Thiago, Lincoln, Souza e Rafael Magalhães são os envolvidos

por Agência Futebol Interior

Santa Bárbara d'Oeste, SP, 31 (AFI) - Em decisão que cabe recurso, o técnico Claudemir Peixoto e oito atletas foram punidos pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), acusados de manipulação de resultados em jogos do União Barbarense durante a última edição do Campeonato Paulista da Série A3.

Todos foram enquadrados no artigo 258 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que prevê suspensão de uma a seis partidas. Este julgamento ocorreu no Tribunal Pleno e a punição se refere à conduta anti-desportiva, sem especificar qual é. Antes eles tinham sido absolvidos pelo artigo 243.

POSIÇÃO CONFUSA
Segundo o advogado Lucas Cortado, "de forma alguma houve manipulação de resultados", o que tratava o artigo 243 e que não conseguiu provas para condená-los.

Para o advogado, este artigo "é bem amplo e cabe diversas interpretações sobre a total extensão e quais condutas ele engloba. No mesmo voto, ficou confuso o entendimento dos auditores sobre as supostas condutas dos envolvidos".

OS GANCHOS
O treinador Claudemir Peixoto, o zagueiro Magno e o atacante Wilker pegaram gancho de seis jogos; o lateral Alex Ferreira, quatro; e os goleiros Waldson e Thiago, os laterais-esquerdos Lincoln e Souza e o atacante Rafael Magalhães, três.

Os nove tinham sido absolvidos de forma unânime no artigo 243, parágrafo 1º, o qual prevê punição de 180 a 365 dias e multa de R$ 100 a R$ 100 mil por pagamento de promessa ou vantagem. Entretanto, a Justiça acatou recurso do clube do Interior. A instituição se manifestou através de uma nota.

Foto: Douglas Teixeira/AAP
Foto: Douglas Teixeira/AAP

"Acreditamos também que na esfera criminal haverá uma investigação mais aprofundada e que o desfecho seja o mais justo possível e que os culpados seja devidamente punidos".

O CASO
Os envolvidos teriam se articulado para manipular partidas do Paulista A3, mas um empresário alertou o União Barbarense, que iniciou investigações.

Relatórios da empresa Sports Radar, especialista em reconhecer indícios de fraudes esportivas, indicaram suspeitas na derrota por 3 a 0 para a Portuguesa Santista, em 24 de fevereiro, e no empate por 1 a 1 com o Velo Clube, em 3 de março.

 
 
" />