Paulista A2: Zagueiro do Taubaté lamenta eliminação: 'Dava para entrar na história'

Afastado do Paulistão desde 1984, Burrão da Central foi eliminado para o São Bento, nos pênaltis, na noite desta terça-feira (15)

por Agência Futebol Interior

Taubaté, SP, 16 (AFI) - Afastado do Paulistão desde 1984, o Taubaté amargará mais uma temporada no Campeonato Paulista da Série A2, já que foi eliminado para o São Bento, nas quartas de final, na noite desta terça-feira (15), após empate, por 1 a 1 no placar agregado, e derrota nos pênaltis, por 8 a 7. O zagueiro Dogão lamentou o resultado.

“A gente sabia da nossa responsabilidade, do que esperavam da gente. Viemos aqui com essa intenção, jogamos para isso (avançar à semifinal). Infelizmente tomamos um gol, corremos atrás. Foi para os pênaltis, mas perdemos. A gente sabia que dava para entrar na história, queríamos entrar para a história. A gente lutou até o final, mas infelizmente não aconteceu. Caímos, mas caímos de pé, de cabeça erguida. Agora é levantar a cabeça e ver o que tem de ser feito", disse.

"Peço desculpas, mas vida que segue. O grupo foi montado para a gente buscar o acesso. Fizemos uma boa campanha, chegamos aqui sabendo do que poderíamos fazer, mas foi para os pênaltis e não conseguimos o que queríamos, o que merecíamos, o que esse clube merecia. Mas sabemos que lutamos até o final, sabemos que deixamos um legado aqui e se Deus quiser ano que vem, esse clube vai estar onde merece, que é a primeira divisão", avaliou.

Foto: Bruno Castilho / EC Taubaté - Foto: Bruno Castilho / EC Taubaté
Foto: Bruno Castilho / EC Taubaté
O defensor do Burrão da Central ainda comentou sobre a longa paralisação do futebol mundial provocada pela pandemia de covid-19. Antes dela, os valeparaibanos apareciam na vice-liderança.

Durante a parada, ainda perderam Ermínio, atacante que se mandou para o Treze-PB, e Chumbinho, meia que aceitou proposta do exterior. Em meio a esse cenário, os taubateanos terminaram a primeira fase na quinta colocação.

"Fizemos uma boa campanha, infelizmente essa pausa da pandemia parou com o que a gente vinha fazendo. Estávamos em um bom ritmo, mas tivemos que parar. Não é desculpa, mas começou tudo do zero", encerrou.