Sub-20: Bicampeã, Argentina ganha de pouco e precisa de milagre uruguaio

Medalhista de ouro em Atenas e em Pequim, a Argentina sofreu com a fraca geração liderada por Funes Mori e já chegou ao Peru sem a condição de favorita

por Agência Estado

Campinas, SP, 12 (AFI) - A Argentina depende de um 'milagre' para poder defender o seu bicampeonato olímpico no futebol masculino. Neste sábado, no Sul-Americano Sub-20, os argentinos venceram a Colômbia apenas por 2 a 0 e agora torcem para que o Brasil perca de cinco gols ou mais de saldo para o Uruguai para ficar com a segunda vaga do continente na Olimpíada de Londres, em 2012.

Medalhista de ouro em Atenas e em Pequim, a Argentina sofreu com a fraca geração liderada por Funes Mori e já chegou ao Peru sem a condição de favorita a ficar com as duas primeiras posições no Sul-Americano da categoria.

Precisando golear para ainda ter esperanças de conquistar a vaga olímpica, o time argentino começou bem o jogo contra a Colômbia e fez dois gols em trinta minutos. Primeiro, Ferreyra marcou de pênalti. Depois, Zuculini balançou as redes.

A falta de criatividade, porém, matou a Argentina, que acabou perdendo Araujo aos 8 minutos do segundo tempo e não teve forças para se recuperar. Mesmo precisando marcar gols, o time argentino viu a Colômbia ser melhor e até merecer o empate.

A Argentina encerra a fase final do Sul-Americano com saldo de dois gols positivos. O Brasil tem seis e precisaria perder de cinco para ser ultrapassado. Ambos os times têm nove pontos. Como o time brasileiro marcou mais gols, leva vantagem em caso de empate no saldo.

Como consolação, a Argentina conquistou uma vaga no Mundial da categoria, que será realizado na Colômbia, ainda este ano. O Equador, quarto colocado, também carimbou passaporte. Apenas o Chile, dentre os seis times que disputaram o hexagonal final, não irá ao Mundial.